No árduo caminho até as cacimbas d’água, entre o sofrimento e a tristeza da seca, ecoava pelo sertão a alegria do som da batida das latas e dos cânticos do povo negro. Assim nascia o Samba de Lata, principal manifestação cultural da Comunidade Quilombola do Tijuaçu.

Se o samba é o filho da dor, são as mães negras que alimentam e cuidam com zelo desse menino quase secular. Com seus vestidos rodados, pulseiras e colares, vão de pés descalços mantendo viva a beleza e riqueza de seu povo.

Salve o Samba de Lata! Salve Marrinha Rodrigues, Genoveva de Jesus, Dinha, Valdelice, Menininha, Ilca, Dalva, Anísia, Detinha, Joana! Salve as mulheres negras do Tijuaçu!

#minhacidade #senhordobonfim #bahia #nordeste #brasil #história #memória #comércio #gastronomia #comidabaiana #acarajé #religião #sociedade #pessoas #negros #negras #consciêncianegra #vidasnegras #novembronegro

Foto: Marcos Cesário

Fonte: Inspirado no texto de Emiliana Carvalho