Um grupo formado por aprovados no concurso público da prefeitura de Senhor do Bonfim, acaba de divulgar uma “carta aberta” a população, explicando em detalhes, as razões que levam o grupo a exigir que suas vagas sejam ocupadas.

Confira abaixo:

Caros leitores,
Nós,  aprovados no concurso público da prefeitura de Senhor do Bonfim, viemos através dos meios de comunicação denunciar as contratações publicadas no Diário Oficial do Município na data de 08/02/17, no qual a atual gestão contrata profissionais para ocupar as vagas disponibilizadas no concurso e, consequentemente, tirando a vaga daquele que estudou e se esforçou para ser aprovado.
Por exemplo, para o cargo de psicólogo,  o edital do concurso apresenta 8 vagas. Acontece, caros leitores, que conforme os extratos de contratos apresentados pela prefeitura, já foram contratados 6 psicólogos e todos estes não foram aprovados no concurso. Tal situação semelhante acontece com o cargo de assistente social.  Ainda, para compreendermos melhor a gravidade da situação, tem contratados em diversas outras áreas que ficaram em posições acima de 40, 250, 750, 970 e até mesmo 1760 na lista de aprovados no concurso, ou seja, NÃO FORAM APROVADOS!
Percebam a falta de respeito com os aprovados, que estudaram e estão “a ver navios”.
Caros amigos, e o cargo de digitador?  O edital tem 5 vagas, e há 5 aprovados, mas o gestor já contratou 9 apadrinhados.
É um absurdo! Até quando isso vai acontecer?  Não podemos ficar calados! Sendo assim, os aprovados se dirigiram ao Ministério Público do município, apresentaram provas e protocolaram a denúncia contra as contratações indevidas. Temos um concurso homologado e devemos ser convocados!  O município já provou que apresenta necessidade de tais profissionais, e porque não convoca os habilitados no concurso? Fica a pergunta e aguardamos a resposta!  Aqueles que perderam noites de sono, gastaram com inscrições,  hospedagem e alimentação,  abdicaram do lazer para a conquista do sonho de um cargo público efetivo. Aqui tem sonhos, aqui tem mães e pais desempregados, esperando a sonhada convocação.
O Sr. Prefeito Carlos Brasileiro acha justo e correto acabar com o sonho de vários aprovados? O gestor ainda recorre em segunda instância em Salvador visando derrubar a validade do concurso e todo o nosso esforço cair em vão.
Seja sensível,  Sr. Prefeito. Aqui há sonhos, e não política! Essas vagas são de quem estudou e passou. Acreditamos na sua gestão, muitos aqui, inclusive,  são seus eleitores que confiam no seu trabalho e apenas querem garantir os seus direitos! Não estamos pedindo emprego, nem favores a nossos familiares.  Não somos apadrinhados!

SOMOS CONCURSADOS E QUEREMOS ASSUMIR A NOSSA VAGA!