A hashtag #TemerBaixaOPreçoDoFeijão está entre os assuntos mais comentados do Twitter; produto chegou a ficar 40% mais caro este ano.

Feijão
Alimento será importado para países vizinhos do Mercosul, como Argentina, Paraguai e Bolívia(Getty Images/VEJA)

Para baixar o preço do feijão nos supermercados, o governo federal decidiu liberar a importação do produto de países vizinhos do Mercosul: Argentina, Paraguai e Bolívia.

De acordo com nota do Planalto, o presidente em exercício Michel Temer fez a requisição ao ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Blairo Maggi. O ministro disse também que está sendo estudada a possibilidade de trazer o produto do México, após a assinatura de um acordo sanitário, e da China.

Questões climáticas que resultaram na perda de praticamente todas as safras no Centro-Oeste do Brasil ocasionaram uma queda na oferta e um aumento na demanda, fazendo com que os preços do feijão subissem.

Ainda segundo a nota, outra medida que está sendo tomada é de negociar com grandes redes de supermercado para que busquem o produto onde há maior oferta.

Veja

(Da redação)