O que era para ser um momento cívico, democrático e pacífico, no Aniversário dos 130 Anos de Emancipação de Senhor do Bonfim terminou se tornando em uma lamentável demonstração política e de interesses pessoais.
Usando-se de uma mobilização Nacional organizada pela CNTE, que tem por objetivo mostrar que a sociedade é contra a precarização dos direitos dos trabalhadores, os professores deveriam usar preto para ir às escolas, ao trabalho e fazer faixas pretas com a frase “‪#‎SOSEducaçãoPública”
Os organizadores representantes da ADESB demonstraram total despreparo para organizar e participar de manifestações públicas.
Logo no início do discurso da Secretária de Educação, vestidos com camisetas pretas, carregando cartazes aos gritos de ordem, iniciaram as vaias, demonstrando total desrespeito com a população e autoridades que estava participando do evento.
Ainda no desfile, impacientes e insatisfeitos com as apresentações escolares, organizadas pela Secretaria de Educação, se dirigiram ao final da fila, e antes mesmo que a FAMUSB terminasse, invadiram o espaço com faixas e a Fanfarra foi obrigada a finalizar sua apresentação de forma abrupta como pode ser visto na foto desta matéria.
Algumas mães que estavam em cima do palco com seus filhos ficaram com medo da reação dos manifestantes e desceram do mesmo.
A ADESB já havia mostrado despreparo na organização de manifestações, onde, nesta mesma semana, o professor que hoje carregava a faixa “Secretária inimiga dos professores e da educação”,  xingou a Assessora de Imprensa da Prefeitura de “Vagabunda” e “Prostituta”, após ela tirar algumas fotos do manifesto realizado em frente a Prefeitura e que a mesma deveria trabalhar ao invés de tirar fotos. Questionada, a Assessora informou que deve processar o professor, que inclusive, já responde outro processo aberto pela Secretária de Educação Eline Sobreira.
Ao ser questionado pela Polícia Militar, que pedia aos manifestantes que aguardassem o final da apresentação, foram ouvidos gritos do sr. Torquato que dizia ser “legítima” a manifestação.
Não satisfeitos com o término antecipado das comemorações dos 130 anos da Cidade, eles ainda tentaram fechar o trânsito atrás do palco, onde estava localizado o carro do Prefeito, que se retirava do local.
A ADESB reclama do não atendimento de uma pauta de reivindicações e que entrarão em greve a partir do próximo dia 03 de Junho.
Também participaram do apoio aos manifestantes da ADESB, os Agentes de Endemias que também reivindicam aumento salarial e já estão em greve.
Ficam as perguntas: o que tem de legitimidade na invasão de apresentações escolares? O que tem de respeitoso vaiar crianças que estavam se apresentando? Até onde vai o limite democrático?
A foto abaixo mostra o exato momento da apresentação que foi invadida pelo representante da ADESB, o sr. Torquato, que interrompeu a FAMUSB, que foi obrigada a finalizar sua apresentação.
Manif
A foto abaixo mostra a faixa em que a ADESB afirma que a Secretária Eline Sobreira é inimiga da Educação.
Manif 1

A foto abaixo mostra o professor que xingou a Assessora de Imprensa da Prefeitura esta semana.
Mn