esmeralda

“maior esmeralda do mundo” extraída da Bahia em 2011, que colocou o Brasil e os Estados Unidos em um briga judicial, na verdade, é uma “lenda”, segundo o deputado estadual Adolfo Menezes (PSD). De acordo com o jornal Estado de S. Paulo, a pedra bruta de 381 quilos é avaliada em 372 milhões de dólares (aproximadamente R$ 1,2 bilhão), foi transportada para São Paulo, passou por várias mãos desde 2011 e protagoniza disputas entre investidores ambiciosos. Natural de Campo Formoso, no interior da Bahia, de onde a esmeralda teria sido extraído, Menezes é dono de uma loja do ramo e diz que a pedra preciosa foi vendida por um “primo” e vale, no máximo, R$ 10 mil. “Esmeralda se pesa em quilates. Quando chega a pesar gramas, já é exceção. Esmeralda de quilos é lenda, fantasia. Aquilo é uma pedra que chamamos de canga. Só serve para enfeite”, afirmou o deputado. Oito pessoas diferentes já reivindicaram a propriedade da pedra preciosa, e nesta semana uma corte de Los Angeles, na Califórnia, irá ouvir as partes envolvidas no processo para definir com quem ela ficará.BN