Na manhã de hoje (22), o prefeito Edivaldo Martins Correia  reuniu-se com o Diretor de Trânsito, Cel.Salgado, com o Secretário de Administração Rubens Torres, com os representantes da Empresa de Transporte Intermunicipal São Luiz  e representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte do Estado da Bahia, para ouvir as reivindicações  que os levaram a realizar uma mobilização pelas ruas da cidade.

A Empresa de Transportes São Luiz alega que está perdendo receita porque não pode parar em determinados pontos da cidade proibidos via Decreto 312/2013 de 22 de Abril de 2013, enquanto afirmam que os transportes clandestinos não respeitam essa proibição. A São Luiz ainda acrescenta que não consegue competir com essa situação.  Além disso, pedem a liberação de um ponto de ônibus na Praça Austricliano de Carvalho (em frente à agência do Bradesco) para facilitar o acesso aos passageiros da linha Senhor do Bonfim/Campo Formoso, e outro na Praça Nova do Congresso, em frente à Lanchonete “Cachorrão” para o desembarque dos passageiros que chegam principalmente dos municípios de Andorinha, Filadélfia e Ponto Novo.

Segundo a Prefeitura, o município não pode ser responsabilizado pela queda da receita de uma empresa privada. Além disso, ressalta que o decreto que proíbe paradas em pontos específicos da cidade, foi feito através de um estudo que indicou que a inserção desses transportes no centro de Senhor do Bonfim fere o meio ambiente, o fluxo de trânsito, além de não atender às demandas prioritárias da população.

O Governo Uma Nova Realidade garante que realizará uma fiscalização mais efetiva para coibir o fluxo de transportes clandestinos ou de transportes alternativos que não estejam cumprindo o Decreto 312/2013. Sobre a liberação dos pontos, o prefeito pediu um prazo de 24 horas para estudar o caso.

ASCOM
Prefeitura Municipal de Senhor do Bonfim
Praça Juracy Magalhães, Sn, Centro
Telefone: (74) 3541-8324 | (74) 9971-6236
www.senhordobonfim.ba.gov.br | www.pmsb.ba.gov.br