washington sobreira 1

O Secretário de saúde do município de Senhor do Bonfim, Washington Luis Sobreira, compareceu a Câmara Municipal para prestar esclarecimentos sobre a situação da saúde no município.

CLINEFRO

O secretário iniciou sua fala esclarecendo a situação do convênio com a CLINEFRO,quando negociou débitos deixados por gestões passadas especialmente do extra teto,que se refere ao compromisso do município com os exames laboratoriais, o que resultou em uma divida de 400 mil reais, herdada pela gestão anterior.

O secretário disse ainda que os anos de 2010 e 2011 foi acionado na justiça através de um consenso entre clinica e município a fim de que seja encontrado um subsidio legal para pagamento da dívida herdada.

LACEN

Em relação ao LACEN o secretário esclareceu dizendo que a obra esta em pleno andamento a exemplo do posto de saúde do bairro São Jorge e Bonfim II. Sobreira disse ainda que o município tem dez postos de saúde em reforma e que os repasses dos recursos para as empreitaras tem ocorrido de forma muito lenta,comprometendo assim aceleração das obras.

FARMACIA POPULAR

Farmácia Popular estava funcionando de forma desastrosa e foi constatada através de uma auditoria da Fio Cruz,uma divida de 22 mil reais, o município buscou junto a Fio Cruz autorização para melhorias inclusive em novo endereço em uma rua  mais central,sendo que nos próximos 15 dias estará funcionado.

FARMACIA BÁSICA

Farmácia Básica, o município tem buscado equilibrar as contas a fim de equilibrar o abastecimento da farmácia, disse reconhecer que têm faltado medicamentos, mais que existem alguns remédios que dependem da contra partida do estado que não vinha abastecendo com a quantidade exata a exemplo da insulina, resultando assim na falta nos postos de saúde.

POSTOS DE SAÚDE

O Município tem 24 postos de saúde funcionando todos com médicos em sua maioria com médicos enfermeiros e odontologos.

 MÉDICOS

O Secretário disse que têm faltado medicamentos, pois hoje o município tem médico para prescrever os medicamentos o que em governos passados não existia, por isso os medicamentos ficavam nas prateleiras.

SACRIFICIOS

O Secretário disse que o município ficou os três primeiros meses, sem algumas especialidades, que eram compactuadas com Salvador e Juazeiro, informou que durante dois meses e meio a secretaria ficou com os telefones cortados, mais uma herança do governo passado, tendo o município que arcar com débitos  a fim de que a Telemar pudesse efetuar as religações, o que de qualquer forma prejudicou o processo de marcação pactuada.

DENGUE

Segundo o secretário a mídia divulgou que Senhor do Bonfim estava na rota da dengue, informou que ainda estava, mais o governo tem tomado medidas emergenciais para zerar este perigo eminente.

CAPACITAÇÃO

Médicos enfermeiros da rede Cegonha, HIV, saúde da família e demais epidemias vem recebendo treinamentos.

washington sobreira 2washington sobreira

PALAVRA FRANQUEADA AOS EDIS:

O Vereador Chocolate do PP questionou que no primeiro centro vem faltando médicos.

O secretário respondeu que no primeiro Centro tem o atendimento do Dr.Pedro Advincula que é concursado pelo município e atende no primeiro centro.

Washington:Respondeu que sim, aqui ali vai sempre ocorrerá falta de medicamentos e que ele nunca negou este fato.

Vereador Biro-Biro do PV – Perguntou o que assessoria jurídica tem feito para inibir este vicio despesas herdadas pela gestão passada? E que cem dias para licitação de medicamentos é muito tempo, tem recebido ainda muitas criticas relacionadas ao atendimento nos postos de saúde.

Washington: A contabilidade fez o levantamento dos restos a pagar e que foi encontrado desvio de dinheiro que era destinado para CLINEFRO. Quanto ao hospital Regional, informou que vem ocorrendo um levantamento da atual situação do daquela casa de saúde, a fim de que se chegue à conclusão das reais necessidades.

Vereador do PT – perguntou se existe algum plano de gestão para o hospital Regional?

 

Washington: Defendeu uma parceria publico/ privado para o hospital regional, o retorno do Planserv entre outros convênios e que o levantamento, pois o município não tem condições de manter o hospital sozinho.

Disse ainda que a UPA vai desafogar o hospital regional mais o município não tem condições de pagar sozinho as duas unidades,mais que um plano vem sendo desenvolvido pela secretaria e futuramente será apresentado naquela casa legislativa.

Vereador Tavinho do PMN- Disse que o governo errou no inicio, pois o governo deveria colocar três secretarias na linha de frente, saúde, ação social e obras, que não foram priorizadas uma vez que trabalham diretamente com o povo, permitindo a falta de alguns serviços essenciais. Perguntou ainda sobre o funcionamento do posto Médico do bairro brisas do Monte deixado 70% construído na gestão anterior, sendo necessário seu funcionamento urgente.

Washington:Respondeu que o projeto emergencial do governo era o funcionamento do hospital Regional e do SAMU,resolvido este problema  o governo foi organizar o funcionamento dos postos de saúde.

A obra das brisas do Monte já se encontra praticamente concluído, disse ainda que infelizmente em alguns momentos tendo invista ao stress alguns médicos não tratam bem os pacientes no hospital Regional, o governo vem tentando corrigir esse relacionamento humano.

ENPRESARIO TOINHO CERQUEIRA

Teve a oportunidade na tribuna para falar sobre um grupo que explorava a saúde hospitalar em alguns municípios como Ilhéus, Camacan e Salvador.

Segundo Toinha ao seu pedido os empresários vieram conhecer o hospital Regional e que uma reunião já ocorreu com o prefeito Correia e com o secretário Washington Sobreira.

Toinho garantiu que será o intermediário desta negociação para firmar esse convênio publico/privado. Informou ainda, que na próxima quinta-feira, uma equipe virá ao nosso município, quando será feito um levantamento da real situação daquela casa de saúde.

Washington: A sociedade precisa acompanhar de bem perto esta situação, pois é uma questão de interesse de todos.

Toinho Cerqueira-Defendeu que se não for este Grupo que seja outro, mais que seja encontrada uma solução através de parcerias para nossa casa de saúde.

 

ASCOM/CÂMARA MUNICIPAL

FOTOS/ ASCOM PMSB