Carta Aberta aos blogs, programas de rádios e a sociedade bonfinense,

Diante de algumas considerações emitidas pelo SINDI+SAÚDE nos blogs da cidade e através da análise da mesma existem algumas considerações a serem feitas:
O sindicato é uma instituição mediadora entre os patrões e os trabalhadores para chegarem a acordos, lutar pela otimização de trabalho da classe e salários adequados. Com relação ao SINDI+SAÚDE, Sindicato que representa os funcionários do Hospital Dom Antônio Monteiro de Senhor do Bonfim, pousam de Salvadores da Pátria, pois quando chega a um limite quase que insustentável aparecem criticando dizendo que todos são incompetentes e etc. Nunca aparecem para dar sugestões ou ajudar o Hospital Dom Antônio Monteiro para sair do buraco de dividas que se acumulam já que se preocupam tanto com os funcionários daquela casa, por outro lado, se deram sugestões foram sugestões sem fundamentos e de serem implantadas. Interessante que a divida chegou a este montante de quase R$ 20 milhões onde o SINDI+SAÚDE já fazia parte da fiscalização dos bens dos trabalhadores, ou seja, seus salários e nunca se interessaram a apurar ou tomar parte do problema.
Sabemos que existe um mau nas direções que passaram e passam pelo Hospital, pois a instituição se apropria daquilo que não é seu como o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e IR (Imposto de Renda) e não deposita o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) dos trabalhadores. Tudo isso por conta de recursos que não existem no Hospital, nos dias de hoje, para que a instituição sobreviva com dignidade e forneça os serviços dignos para o cidadão e condições melhores para os funcionários. Claro que não justifica a instituição reter aquilo que não é seu, mas infelizmente é a única saída para compra de materiais e sustentação dos precários serviços. Os diretores e os prefeitos tem total conhecimento que isso é apropriação indébita e dá cadeia, mas preferem correr o risco sem escolha, e será que vale a pena?, será que a sociedade reconhece isso?, pois o SINDI+SAÚDE acha que isso é por que os diretores são incompetentes, querem ser presos, querem passar por esta humilhação e até responder judicialmente depois de suas gestões.
Já se buscou o Governo do Estado para tentar estadualizar o Hospital, que eu acho que seria a única opção como, por exemplo, do Hospital Regional de Juazeiro, mas não tivemos êxito com esta empreitada já que existe uma queda de braço entre o Estado que deseja a municipalização e o Município que não tem nenhuma condição de assumir débitos da ordem de quase 20 milhões, além do mais, a folha de pagamento do município, caso venha assumir, teria que mudar o regime de CLT para estatutário e sofreria no índice de pessoal que sempre é pressionado pelo TCM (Tribunal de Contas) e lembrando que os funcionários teriam que passar por concurso. A Falta de força política deixa a instituição de mãos atadas e sofrendo as consequências de irresponsabilidades cometidas no passado que chegaram a uma bola de neve chamada dívida.
Pois bem, o SINDI+SAÚDE não participa não fiscaliza fica sempre de “camarote” esperando o “circo pegar fogo” para começar a apontar os defeitos e dizer que ninguém é competente o suficiente para assumir as funções do Hospital. É muito bom qualquer profissional assumir uma empresa com as contas em dia, fornecedores sendo pagos, qualquer um pode assumir uma empresa nesta situação. Seria bom oferecer a direção para o SINDI+SAÚDE por que eu acho que eles têm a solução porque sempre pousam de sabichões e atentos aos problemas do Hospital.
Queremos um sindicato atuante que esteja dentro do Hospital Dom Antônio Monteiro vivenciando os dilemas, as dificuldades, a falta de medicamentos e muitos outros problemas que aquela casa passa. Queremos a atuação do SINDI+SAÚDE que percebam a sociedade não olhando apenas para um lado inconsequente como sempre foi e é o SINDI+SAÚDE através de uma sustentação enganosa.
Amigo preocupado com as dificuldades do Hospital Dom Antônio Monteiro