Representantes da União Social Camiliana (São Camilo) e do grupo espanhol de gestão hospitalar Fundação Santa Tecla estiveram reunidos nesta terça-feira (24), em Salvador, com o deputado estadual Carlos Brasileiro (PT) e com o superintendente de Gestão e Regulação da Atenção à Saúde (Suregs) da Secretaria de Saúde, Andrés Castro Alonso Filho. Após diagnóstico realizado, eles confirmaram o interesse em assumir a gestão do Hospital Regional D. Antonio Monteiro, de Senhor do Bonfim.

A São Camilo conta hoje com uma rede de 44 hospitais no Brasil sob a sua gestão. O objetivo é que entidade filantrópica realize, em Bonfim, uma gestão compartilhada com a Fundação Santa Tecla, rede internacional de serviços hospitalares responsável por gerenciar diversas instituições, inclusive na Bahia, onde já é gestora dos hospitais de Itaberaba, Cruz das Almas, Mutuípe e Castro Alves. O diretor da Santa Tecla, Xavier Singla, apontou, na reunião, os ajustes que serão necessários no hospital para garantir as melhorias necessárias. A expectativa é que a unidade de saúde, que atende a população de todo o Piemonte Norte do Itapicuru, passe a receber mais recursos do Estado e da União, ampliando convênios, fluxo e a oferta de serviços médicos especializados para a população.  Uma das primeiras ações seria o retorno do atendimento do Planserv.

“Foi uma reunião muito promissora e que confirma o interesse na gestão do hospital”, disse Brasileiro. Os próximos passos serão encontros com representantes do IBAPS e do governo municipal. A possibilidade de entidade assumir o Hospital de Bonfim começou a ser ajustada há alguns meses entre Carlos Brasileiro e o secretário estadual de Saúde, Jorge Solla. Estão mantidos os investimentos em ampliação e reforma que serão feitos pelo Governo do Estado, e que contemplam, inclusive, implantação de UTI.

 

 

Gabinete do Deputado Carlos Brasileiro