NOTA DE ESCLARECIMENTO

 

O diretório municipal do partido dos trabalhadores – PT, em relação à notícia vinculada nos blogs sobre o pedido de impugnação à candidatura de Carlos Brasileiro, esclarece que:

  1. O conteúdo do requerimento que demos entrada na justiça eleitoral ontem não é o mesmo que motivou a coligação “Bonfim com desenvolvimento e sustentabilidade” a entrar com a sua representação. Entendemos que o assunto referente ao Tribunal de Contas do Estado – TCE/BA está esclarecido e fora da nossa pauta de debates.
  2. O teor do nosso requerimento refere-se, principalmente, à necessidade de que nossos candidatos da coligação “Bonfim com a força do povo” tenham as suas candidaturas asseguradas, de acordo com a lei, respondendo ao pedido de impugnação contra nós, conforme fomos notificados no dia 11 de julho, quarta – feira, de autoria da coligação “o trabalho de novo com a vontade do povo”, representada pelo Sr Hermógenes Almeida.
  3. Estamos respaldados pela Lei eleitoral 9504/97, de acordo com o art. 7, que trata das normas das escolhas dos candidatos. O estatuto do partido segue os princípios democráticos como elemento da matriz fundadora do PT, além do que garante a própria lei.
  4. Entendemos que a representação contra nós não tem validade, assim como o lançamento de uma candidatura paralela às decisões do diretório municipal. Somente a executiva nacional pode deliberar sobre a validação de uma ou outra candidatura na instância partidária. Esse é o teor do nosso pedido de impugnação, sobretudo como um procedimento defensivo.
  5. Continuamos firmes e na luta!

 

Senhor do Bonfim, 13 de julho de 2012

 

 

Rita de Cássia Braz Conceição Melo

Presidenta PT/DM – Senhor do Bonfim – Ba