CARTA ABERTA À COMUNIDADE DE ANTONIO GONÇALVES

 

“Se é pra ir pra luta eu vou”
 Se é pra tá presente eu tô!” 

 

A comunidade católica de Antonio Gonçalves está convidada a participar dos manifestos contra as atitudes do atual pároco local Pe. Edivaldo Francisco de Jesus Cunha. É de conhecimento de todos que o mesmo desde que veio a ocupar essa função na paróquia tem afastado os paroquianos, desmembrado os grupos e desmotivado até os mais antigos integrantes das pastorais, pessoas que estão acostumadas a resistir a momentos difíceis na comunidade, que em nenhum momento deixaram a igreja local morrer.
Não podemos mais nos calar perante o seu autoritarismo, não podemos abaixar as nossas cabeças diante de suas palavras ofensivas, humilhantes e vergonhosas. Somos cristãos, saímos de nossas casas para irmos à igreja pelo simples fato de ADORARMOS E LOUVARMOS A DEUS. Não deixamos nossas casas pra sermos humilhados nem destratados no ambiente religioso onde muitos de nós fomos batizados, recebemos a 1ª eucaristia, fomos crismados, e alguns casaram.
DEUS não exclui ninguém. Na casa do Senhor vamos agradecer, pedir, louvar, buscar conforto ao nosso coração. Mas nos últimos meses a comunidade tem sofrido por ouvir ofensas, ou comentários infelizes por parte daquele que tem a função de levar o Evangelho de Cristo a toda a igreja local, foi para esse cargo que ele assumiu a paróquia. E o que queremos é simples e é nosso direito: RESPEITO.
Não adianta nos calarmos nas missas, ou nas reuniões e ficar se queixando entre os amigos, familiares ou vizinhos. É preciso agir para mostrar a toda a comunidade católica e aos demais moradores da cidade de Antonio Gonçalves que NÓS PREGAMOS A JUSTIÇA E SOMOS CONTRA TODA E QUALQUER FORMA DE OPRESSÃO E EXCLUSÃO.
Diante disso chegou a hora de agirmos. Que possamos nos fazer presentes nos seguintes atos de protesto:
1.    Participar do abaixo-assinado que já está na cidade e demais paróquias, solicitando junto ao bispo que reveja junto com o citado padre suas atitudes. O QUE PEDIMOS É SIMPLES: RESPEITO.
2.    Participação de toda a comunidade na celebração ou missa do dia 13 de novembro, próximo domingo às 19:00. Em sinal de protesto que possamos estar vestindo preto, significando a nossa indignação, principalmente após o ato deplorável ocorrido dia 30 de outubro durante a missa, onde o citado padre ofendeu nossa amiga e companheira de fé e luta Isabel Pereira (Fabiana).
3.    Participar (quem tiver disponibilidade) da comissão para a entrega do documento (abaixo-assinado) ao bispo D. Francisco Canindé Palhano para que o mesmo tome as devidas medidas, sendo que o que queremos é o tratamento adequado, com respeito. A entrega do documento será na segunda-feira  dia 14 de novembro em horário a combinar.
Divulgue esse manifesto entre os seus contatos e participe também dessa luta do povo resistente e lutador da paróquia Sagrado Coração de Jesus.
Amém, axé, awerê, aleluia!

Eliane Souza. 
Militante da PJMP- Pastoral da Juventude do Meio Popular 
Fonte : Blog do Udenilson