Quatro pessoas foram mortas por volta das 22h30 de terça-feira dentro de um bar na Avenida Guilherme Polydoro, em Jardim Zaíra, município de Mauá, na Grande São Paulo. Pelo menos três homens teriam descido de um carro prata e disparado várias vezes na direção das vítimas, todas atingidas na cabeça. Em seguida, os criminosos fugiram.
Jarbas Fernandes da cunha, 45 anos, foi encontrado morto próximo à porta do estabelecimento. Identificado como o dono do bar, Cristiano dos Santos, 37 anos, estava debaixo de uma mesa de bilhar, ao lado do corpo de Manoel Almir dos Santos, 39 anos. Cícero Amaral Soares, 37 anos, morreu próximo à pia do bar, onde foram encontradas duas máquinas caça-níqueis que tiveram suas placas eletrônicas apreendidas.
O delegado da 1ª Delegacia de Polícia da cidade, onde o caso é investigado, solicitou a apreensão dos documentos das vítimas e o recolhimento das cápsulas. Segundo a rádio CBN, o dono do bar Cristiano dos Santos, conhecido como “Pelé” natural de Santa Rosa de Lima – Jaguarari/Ba, segundo informações de populares o Cristiano foi executado com aproximadamente 30 tiros de metralhadora em todas as partes do corpo, tinha passagem pela polícia por roubo e chegou a ficar um tempo no Nordeste (no povoado de Santa Rosa de Lima, município de Jaguarari na Bahia aonde deixou um casal de filhos menores de idade) por ser jurado de morte em São Paulo.

Informações rádio CBN