Em meio à adversidade, sob o som seco e estridente de uma lata d’água nasceu o Samba de Lata, uma manifestação cultural que tem a comunidade quilombola de Tijuaçú (em Senhor do Bonfim/Bahia) sua principal representante.

“Tijuaçú tem nos ofertado uma expressão significativa na forma dessa dança que ao longo do tempo se configurou simbolicamente como uma arma de luta contra as formas de negação e silenciamento cultural” – analisou a pedagoga e mestre em Educação Maisa Antunes.

“O Samba de Lata é, para mim, a manifestação de uma gama de sentimentos que surgiram da dor e do vigor espiritual de um povo nascido da resistência” – completou a jornalista Emiliana Carvalho.

Sobrevivendo aos passos do tempo, a dança ganhou novos contornos sob o olhar do filotógrafo (filósofo-fotógrafo) Marcos Cesário que há cinco anos documentou em imagens essa tradição cultural.

“Tentei fotografar o temperamento desse povo intuindo a cor do sol que banha os seus movimentos”contou o artista que cedeu as imagens e em parceria com Maisa Antunes e Emiliana Carvalho concebeu o projeto sobre o Samba de Lata que congrega uma exposição fotográfica e a produção de mais de duas mil belas e expressivas caixinhas que trazem quatro postais em cada, além de milhares de cartões avulsos.

O projeto contou com total apoio do prefeito de Senhor do Bonfim Paulo Machado e da Secretaria Municipal de Educação e Esportes (Semec) que patrocinou a produção.

Todo material (caixinhas e postais) será distribuído em bibliotecas e doado à comunidade quilombola que deverá comercializá-lo. A ideia dos organizadores é reverter as divisas para a Associação Agropastoril Quilombola de Tijuaçú que também receberá os 10 quadros da mostra.

“Poder contribuir para a divulgação de uma manifestação culturalmente tão significativa é de grande valia para mim. É você, enquanto cidadão e cidadã que irá fazer com que essas manifestações aconteçam de forma efetiva e que venham de fato beneficiar essa comunidade tão importante para a história de Senhor do Bonfim” – afirmou a secretária da Semec Maria das Neves.

A mostra – O resultado dessa parceria será apresentado nesta quinta-feira, 6 de outubro, no auditório do Colégio Estadual Luis Eduardo Magalhães (Modelo), a partir das 19h. A Secretaria de Cultura do município também abraçou a iniciativa e está colaborando para a realização do evento que será aberto ao público e contará com a participação dos componentes do Samba de Lata que na oportunidade farão uma apresentação.

Fonte: Ascom

Foto: Marcos Cesario