Quatro pessoas de uma mesma família provaram do doce de leite que estava envenenado, uma pessoa morreu.

Nossa reportagem teve a informação que novamente volta a repercutir no mundo jurídico o caso de Rosa Maria Dantas de Melo a qual foi condenada pelo Tribunal do Juri da cidade de Saúde/BA, condenada esta a uma pena superior a 30 (trinta) anos, teve na sua defesa no Plenário do Juri, o advogado bonfinense Pedro Cordeiro, a qual tinha requerido a anulação do julgamento pelo Júri, tendo o seu recurso de apelação ao Tribunal de Justiça da Bahia não reconhecido, transitando assim em julgado o caso, Rosa Maria ficou conhecida no Brasil por ter envenenado as vítimas com doce de leite, o advogado Pedro Cordeiro ingressou com Habeas Corpus ao Superior Tribunal de Justiça ao qual teve como relator o Ministro Reinaldo Soares da Fonseca, como presidente da sessão o Ministro Joel Ilan Paciornik e o Subprocurador Geral da Republica o Dr. Luciano Mariz Maia, tendo o reconhecimento do remédio jurídico por unanimidade e determinando imediatamente que o Recurso de Apelação a qual não foi reconhecido Tribunal de Justiça da Bahia, volte a ser julgado pelos Desembargadores, depois de quase 3 anos volta a tona o presente caso em contato com o advogado Pedro Cordeiro, o mesmo nos informou o seguinte: Que nunca desistiu do caso e que sempre lutou pois acredita que Rosa Maria é inocente das acusações a qual fora condenada pelo Tribunal do Juri, que a vitória conseguida no STJ, traz alegria de mostrar que um advogado do interior da Bahia, ou seja, da nossa querida Senhor do Bonfim, vai em busca dos direitos e garantias em Tribunais Superiores, e que está pronto para agora manejar o Recurso de Apelação no Tribunal de Justiça da Bahia, finalizou Cordeiro.