O novo gestor do município de Jaguarari, o prefeito Antônio Nascimento (PT) e o seu vice Dr. Veloso (PCdoB), tem recebido uma enxurrada de críticas por grande parte da população. Entre as queixas a omissão da administração municipal no combate a pandemia do Novo Coronavírus que segue fazendo vítimas, sem que o poder público promova qualquer ação educativa, restritiva e acima de tudo de fiscalização do cumprimento das medidas contidas nos decretos estaduais e municipais.

Porém o que tem gerado grande revolta são as graves deficiências nos atendimentos na saúde pública do município. Um simples atendimento ou busca por medicações ou exames básicos vem se tornando cada vez mais difíceis de serem conseguidos. Além disso, profissionais despreparados passaram a maltratar quem vai às unidades em busca de atendimento.

No mês de abril a região ficou abismada com o abandono de uma paciente do TFD em um posto de gasolina no centro de Jaguarari. Quem não lembra da senhora identificada como Dona Jandira, 80 anos, moradora do distrito de Santa Rosa de Lima, que ficou exposta a chuva e frio após o carro que deveria leva-la para sua casa não ter ido busca-la.

O último absurdo registrado aconteceu neste final de semana no distrito de Pilar, quando um senhor foi atropelado e ficou deitado no asfalto por mais de 2h aguardando atendimento. Testemunhas que estiveram acompanhando o sofrimento do senhor acidentado, relatam que o senhor se encontrava com a cabeça sobre uma poça de sangue onde gritava com fortes dores, gemia e tremia de frio. Nesse período estava garoando e fazendo muito frio, os moradores para amenizar o sofrimento permaneceram ao lado do acidentado no escuro, procurou colocar travesseiro e enrola ló em um cobertor para amenizar o frio insuportável. Quem presenciou ficou indignado com o descaso e abandono.

Porem, com a chegada da atrapalhada equipe de saúde, depois de mais de 2 horas os presentes que se encontravam ainda no local ficaram ainda mais indignados com a total incapacidade por parte dos profissionais que foram até o local prestar o atendimento, inclusive podendo piorar ainda mais a situação da vítima.

Mas o mais revoltante é ver no outro dia simpatizantes do prefeito que provavelmente se encontra beneficiado com essa gestão desastrosa, escrever de forma irônica em suas redes sociais que o choro é livre. Um verdadeiro descaso!

Mais uma vez alguns questionamentos permanecem sem resposta. Onde está a base do SAMU inaugurada na gestão passada? Onde foi parar a ambulância do SAMU que atendia Pilar e adjacências? No último informe aponta que até o início deste mês de maio já entraram nos cofres do município mais de R$ 33 milhões de reais. Onde foi parar esse dinheiro? E a verba para a manutenção da saúde no município onde foi parar? Onde estão os vereadores que parecem sofrer de glaucoma para não enxergar tamanha irresponsabilidade administrativa?