A prestação de contas dos recursos repassados pelo estado da Bahia, ao Lacen em Senhor do Bonfim, gerido pela prefeitura, através da secretaria de Saúde, foram reprovadas por apresentar uma série de irregularidades.

Ofício encaminhado à secretária de Saúde municipal, Renata mercês, pela secretaria estadual de Saúde, detalha as irregularidades cometidas, na gestão de Carlos Brasileiro, e o pior, os repasses para o Lacen em Senhor do Bonfim, estão bloqueados.

Com o dinheiro usado indevidamente, foram constatadas, de acordo com relatório, o não preenchimento das despesas com recursos próprios no relatório de gestão financeira, erros nos preenchimentos dos saldos, despesa com pessoal, valores dos repasses, sendo que o valor do repasse datado de 11 de dezembro de 2020 não foi localizado nos extratos.

Os atendimentos aos requisitos de biossegurança estão em desconformidade e as instalações elétricas e hidráulicas são comprometedoras.

O município tem 15 dias para sanar o problema.