Lula: DECISÃO X INOCÊNCIA

Aos meus 17 anos de advocacia Criminal sempre levando a bandeira da liberdade, a bandeira dos princípios legais, de muito estudo e de atuar em casos difíceis, mas sempre de cabeça erguirda e em especial sendo honesto comigo mesmo e com Deus, mais uma vez venho me manifestar em público, sem ter medo do que isso irá trazer para minha pessoa ou para minha carreira, para mim neste mundo o que mais tem valor é caráter e honestidade, no dia que eu perder esses dois princípios, eu já estarei morto no significado mais profundo da palavra, mas vamos lá. Sempre tenho dito que não sou “Petista”, que não sou “Lulista” e que nunca votei em Lula, em meus estudos recentes e depois da decisão do Ministro Fachin, de retirar a competência dos casos de Guarujá; do Sítio de Atibaia; do Triplex; a competência da Justiça Federal de Curitiba a que estava relacionada ao ex-Juiz Federal Sergio Moro, e os procuradores da Força Tarefa da chamada OPERAÇÃO LAVA-JATO. Então, vamos mais profundamente, por que os processos eram de competência da Vara Federal de Curitiba? Irei responder agora, pelo simples fato das proprinas provinientes da Petrobras serem de competência da República de Curitiba, então em mais uma análise deste criminalista que não tem medo de se expor, se o Ministro Fachin reconhece que não existiu proprina na Petrobras para Lula, acaba por si só os crimes contra o mesmo. Por que eu digo isso? Mesmo que vá para outras Varas Federais, o nexo de causalidade da proprina da Petrobras para o ex presidente Lula não EXISTE MAIS! Então quando tudo for anulado, como já está e está anulação se estender a todo ato processual ou investigativo, com a teoria de que nós denominamos da árvore do fruto envenenado, ao chegar em outras Varas Federais, não terá mais como provar que a suposta proprina era da Petrobras, até por que se retirou da República de Curitina deixou-se claro que não houve desvio da Estatal para Lula, para quem conhece da matéria já se percebeu que se determina já uma pré–inocência determinada pela decisão do Ministro Fachin, então dessa forma Lula tem enormes chances de ser inocentado de todas essas acusações, pelo nexo de causalidade, se não há desvio na Petrobras, não houve propina e na denúncia não se fala de outro orgão Estatal do qual que poderiam vir as propinas, tanto das empreiteiras OAS e da Odebrecht tinham como fonte de proprina a Petrobras. Então vou cantar mais uma bola, LULA JÁ ESTÁ INOCENTADO.

Senhor do Bonfim, 10 de março de 2021
Pedro Cordeiro
OAB/BA – 21.394