Nota de repúdio:

A ex-gestão de Everton Rocha vem a público repudiar veementemente a nota da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Jaguarari, posto que maliciosa e descabida, além de ter explicitamente o crime de difamação.
Não houve o desaparecimento de R$ 500.000,00 como quer valer crer a MENTIROSA nota.
Cabe esclarecer que há recursos oriundos do Governo do Estado / Impostos / Repasses obrigatórios do FNS (Fundo Nacional de Saúde) de competência do mês de dezembro que são programados para caírem nos cofres públicos no inicio do mês de janeiro, e que independente se caiu no mês de janeiro, a competência é do mês de dezembro, e são utilizados para pagar as despesas da saúde do mês de dezembro. Sabendo disso, e para certificar que os funcionários iriam receber seu ordenado, a ex-gestão de Everton Rocha , teve a preocupação de deixar todo o processo empenhado para o atual gestor usar devidamente o recurso do FNS para o que é destinado.
Exemplo: Alguns funcionários da Secretaria Municipal de Saúde sempre recebem seus salários em até 10 dias úteis do mês posterior aos seus serviços prestados.
E, este é o caso.
Além disso, a Comissão de Transição de Governo por parte do Prefeito Antônio Nascimento NUNCA questionou as informações e documentos passados e encaminhados. Demonstrando aceitação e concordância.
A atual gestão ainda não desceu do palanque da campanha, quer criar um caos onde não existe para desviar a atenção da população. Precisam começar a trabalhar. Por que não fazer o que muitas cidades já estão fazendo, o Plano de Ação de Vacinação a covid-19 para proteger a vida do nosso povo?
Estamos acompanhando e iremos rebater ponto a ponto e judicializar todas as inverdades que estão sendo trazidas à população, fazendo um desserviço à cidade de Jaguarari.