Foto ilustrativa

A Associação Comercial, Industrial e Agropecuária ACIACF se manifestou nesta segunda-feira (30), após vendedores de outras cidades comercializarem produtos em Campo Formoso (BA), desde 21 de novembro, o que na interpretação da entidade contraria o decreto municipal 246/2020, que proíbe a prática para evitar a disseminação da Covid-19.

Em nota enviada ao Jornal 98 Notícias, a ACIACF afirmou que solicitou à Vigilância Epidemiológica do município para fiscalizar os ambulantes, mas não obteve retorno, em seguida foi ao Ministério Público.

A Associação Comercial logo que soube do acontecido entrou em contato com o Setor da Vigilância Epidemiológica que se prontificou em averiguar. E não obtendo êxito fez uma manifestação solicitando providências junto ao Ministério Público, considerando o agravamento dos casos de Covid-19 em nossa região”, diz a nota.

Imagem ACIACF

Em entrevista, o presidente da entidade, Celso Luiz de Matos reforçou o questionamento dos comerciantes que residem na cidade. “O que a Associação está querendo frisar, enfatizar é que o decreto seja cumprido. Isso é uma reinvindicação de todos os nossos associados, espero que isso aconteça”, afirmou.Tocador de áudio00:0000:00

Na sexta-feira (27), a prefeita Rose Menezes (PSD) também comentou sobre o caso. “Se as pessoas se referem ao Shopão, eu estou cumprindo e cumprirei a minha palavra para que eles se estabeleçam. (…). Estão abrindo uma loja em Campo Formoso, e aí é um direito deles, inclusive de comum acordo com os comerciantes. Fora isso, não tenho nenhum conhecimento, desconheço que estão montando barracas”, citou a gestora.Tocador de áudio00:0000:00

Redação do site da 98 FM