Com ação transitada e julgada, com sentença já definida pela justiça Bonfinense, o prefeito Carlos Brasileiro, insiste em desobedecer decisão judicial.

Vedado pela justiça a contratação de novos cargos nos moldes apresentado pelo município, o processo de contratação de 475 pessoas via REDA, pode morrer antes de nascer.

Segundo informações, o Ministério Público, deve pedir a anulação do processo REDA, realizado hoje em Bonfim.

Para juristas,processo está irregular desde a sua criação e afronta a justiça, onde a lei é bem clara.