O suposto atentado praticado contra o candidato a prefeito de Ponto Novo, Dr Thiago Gileno, que teve o carro atingido por disparos de arma de fogo, na noite do último sábado, na zona rural do município, ganhou mais um capítulo com a divulgação de laudo pericial realizado em Senhor do Bonfim.

Nas redes sociais, o atual prefeito, Tiago Venâncio, detalha o resultado do laudo e declara que tudo não teria passado de uma armação.

O blog teve acesso ao laudo e descreve o seu teor a seguir.

De acordo com o perito criminal Paulo Veiga Laranjeira, “considerando os disparos em que foi possível determinar a trajetória, pode-se afirmar que apenas o disparo A, atingiria possíveis ocupantes do veículo que estivessem no banco dianteiro do passageiro, a depender da posição de ajuste do banco, ou que estivessem na posição central do banco traseiro”.

No laudo, segue” por possuir mais de uma arma de fogo envolvida e ter observado direção e posição diferente para cada disparo, indica a existência de mais de um autor, ou o mesmo autor, mas em momentos diferentes, estando em distâncias diferentes do veículo denotando a improbabilidade do autor, ou autores, estar em um outro automóvel, haja vista a tendência de linearidade do movimento do veículo”

Segundo o laudo, levando em consideração os pontos demonstrados, faz-se necessário apresentar novos elementos para determinar a autoria, modo e motivação da ação realizada contra o veículo e ocupantes, visando determinar a natureza do evento.

Para o perito, “Devido a não coincidência dos danos e falta de outros indícios não é possível determinar a ordem dos disparos”

O laudo segue com mais uma observação “Foram observados projetos de três calibres diferentes, denotando o uso de três armas diferentes. As peças são comumente usadas em armas de fogo curta compatíveis com: revólveres calibre .32 S e WI, revólveres calibre.38 SPL (Como também rifles e carabinas) e pistolas 9mm Lugar. Tal fato indica a presença de um autor ou do mesmo autor efetuando disparos em momentos diferentes”.