A Responsabilidade do Estado em caso de morte de preso

 

Primeiramente é de ser salientado que o Estado tem a chamada Responsabilidade Objetiva, previsto no art. 37,§6º da Constituição Federal e art.43 do Código Civil:

 

Art. 37 (…)

 

  • 6º – As pessoas jurídicas de direito público e as de direito privado prestadoras de serviços públicos responderão pelos danos que seus agentes, nessa qualidade, causarem a terceiros, assegurado o direito de regresso contra o responsável nos casos de dolo ou culpa.

 

Quando se fala que a responsabilidade do Estado é objetiva, isso significa que a pessoa que sofreu um dano causado por um agente público terá que provar apenas três elementos:

 

  1. a) conduta praticada por um agente público, nesta qualidade;
  2. b) dano;
  3. c) nexo de causalidade (demonstração de que o dano foi causado pela conduta).

 

A CF/88 determina que o Estado se responsabiliza pela integridade física do preso sob sua custódia:

 

Art. 5º (…) XLIX – é assegurado aos presos o respeito à integridade física e moral;

 

Logo, o Poder Público poderá ser condenado a indenizar pelos danos que o preso venha a sofrer. Esta responsabilidade é objetiva.

 

Assim, a morte de detento gera responsabilidade civil objetiva para o Estado em decorrência da sua omissão específica em cumprir o dever especial de proteção que lhe é imposto pelo art. XLIX, da CF/88.

 

Vale ressaltar, no entanto, que a responsabilidade civil neste caso, apesar de ser objetiva, é regrada pela teoria do risco administrativo. Desse modo, o Estado poderá ser dispensado de indenizar se ficar demonstrado que ele não tinha a efetiva possibilidade de evitar a ocorrência do dano.

 

O Estado pode ser responsabilizado pela morte do detento mesmo que ele se suicide?

 

SIM. Existem precedentes do STF e do STJ nesse sentido: STF. 2ª Turma. ARE 700927 AgR, Rel. Min. Gilmar Mendes, julgado em 28/08/2012.

 

No entanto, aqui também, como se adota a teoria do risco administrativo, o Estado poderá provar alguma causa excludente de responsabilidade. Assim, nem sempre que houver um suicídio, haverá responsabilidade civil do Poder Público.

 

DIOGO COSTA, ADVOGADO

PÓS-GRADUANDO EM DIREITO PENAL E PROCESSO PENAL

 

 

FONTES:

 

https://draflaviaortega.jusbrasil.com.br/noticias/326062924/responsabilidade-civil-do-estado-em-caso-de-mortededetento

 

Dizer o Direito (site)