O professor Márcio Santos de Cerqueira, 47 anos, foi liberado da prisão na noite desta desta sexta-feira, 23, por determinação da justiça.

Márcio que foi acusado de “patrocinar” um aborto pagando R$ 1.400,00 teve que pegar ainda uma fiança no valor de 10 mil reais.

O advogado Dr Alex Porcino, atuou na defesa do professor. O delegado responsável pelo  caso, pleiteou na justiça um pedido de prisão preventiva contra Márcio que cumpria prisão temporária.

A defesa de Márcio conseguiu na justiça revogar a prisão. Lauro Cardoso da Silva, de 54 anos, e que também estava preso, ganhou liberdade pagando fiança de 10 mil reais.