NOTAOFICIAL DA COMISSÃO DOS APROVADOS EM AGENTES DE ENDEMIAS E COMUNITÁRIO DE SAÚDE.

Prezada população Bonfinense, mais uma vez os fatos são revelados , mediante esse TAC , firmado com o município em 2015 , nos pronunciamos agora mais do que nunca com a certeza de que a necessidade dos agentes de endemias , está sendo ignorado pela secretaría municipal de saúde de senhor do Bonfim.
Esperamos que com a notificação do Ministério público, haja mais responsabilidade e compromisso , não só com os agentes de endemias atuantes , mas com todos os Bonfinenses , pois isso é um caso de omissão de saúde pública.
Este TAC feito em 2015 , aborda na sua cláusula 02 , a questão do quantitativo insuficiente , e a necessidade de adequa-lo ao patamar mínimo de imóveis que foi sinalizado, já na época, ao ministério público que esse quantitativo , em 2014 , encontrava-se abaixo do nível do efetivo mínimo de pessoal , determinado pelo Ministério da saúde , tornando impossível concluir suas atribuições , em tempo estratégico e com efeito satisfatório.
Não é demais fortalecer no prefeito e em toda população a consciência de que o número de 52 agentes não é pleno hoje é já não o era , a dois anos atrás. As férias, as licenças e modalidades de afastamentos legais, reduzem significativamente o quadro de agentes em atuação.
Então , fica o nosso questionamento a gestão?
Os 53 agentes que era considerado insuficientes no firmamento do TAC, em 2015, se tornarão suficientes agora nessa gestão, com atual quadro de 52 agentes ?
Por fim , agradecemos Ministério público sempre atuante , cumprindo com o seu papel de direito .
E esperamos que as devidas providências sejam tomadas.
Que a lei seja cumprida em Senhor do Bonfim.
Acreditamos no Ministério público da nossa cidade.
#convocaçãojá

Att: comissão dos agentes de endemias e comunitário de saúde.