Síndrome de Burnout: o que é isso?

Paula Bezerra-Psicóloga

Diante do estresse do dia a dia no ambiente de trabalho, uma síndrome vem chamando a atenção e se tornando cada vez mais presente na vida de muitos profissionais. Desta forma, tratar brevemente sobre o assunto contribuirá para informar e ajudar na prevenção e tratamento da Síndrome de Burnout.
A Síndrome de Burnout, ou Síndrome do Esgotamento Profissional, é caracterizada pelo estresse e sobrecarga provocado por condições de trabalho desgastantes, ocasionando prejuízos à pessoa, que vão desde o cansaço, até a exaustão física e emocional. A Síndrome é comum em profissionais que lidam com pressão e responsabilidade constante, atingindo em sua grande maioria, profissionais de saúde, policiais e professores.
“Se você trabalhar além do limite da sua capacidade por muito tempo, há esgotamento nervoso e, consequentemente, burnout”, afirma o psiquiatra Fernando Portela, da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP).
Dentre os principais sintomas, estão: baixa autoestima, ansiedade, distúrbios do sono, falta de apetite, cansaço físico e mental, exaustão emocional, insatisfação, entre outros. É possível também a presença de sintomas físicos, como: sudorese, dores de cabeça, dores musculares, crises de asma, distúrbios gastrointestinais etc. A vivência dos sintomas pode levar ao alcoolismo, uso de outras drogas e até mesmo ao suicídio.
Burnout tem cura e o tratamento envolve uso de medicação e psicoterapia. Atividades físicas, boa alimentação e exercícios de relaxamento ajudam no controle dos sintomas.

Paula Bezerra – Psicóloga CRP-03/9980. Especialização em Psicologia do Trânsito. Contato: paula.psique@hotmail.com