Nivaldo, teria sido, torturado e assassinado.

O pleno do Tribunal de Justiça da Bahia, negou por unanimidade, o pedido de liberdade do PM Sebastião  Leme Correia da Silva,  que tinha Habeas Corpus impetrado por seu advogado, Dr Marcus Rebouças.

O TJ também negou o pedido de liberdade feito em nome de Denésio Rodrigues Filho.

Os PMs Sebastião, Denésio e Edwilson Sena, são acusados de matar o jovem Rivaldo Ramos, fato registrado há mais de vinte anos.

Os PMs seriam levados ao Júri Popular, porém, em decorrência de sérias ameaças contra seis jurados, tiveram suas prisões decretadas.

Os PMs permanecerão presos até a data da realização do Júri Popular, que deverá acontecer na cidade de Juazeiro.

A pedido do advogado Dr Pedro Cordeiro, o Sargento PM, Edwilson Sena, não entrou na pauta de julgamento do TJ. Edwilson está preso acusado também de participar de um esquema de assaltos a feirantes na região de Senhor do Bonfim.

Confira a decisão do Tribunal de Justiça da Bahia, relacionado a Sebastião Leme:

Confira decisão do Tribunal de Justiça da Bahia, negando a liberdade ao acusado Denésio Rodrigues Filho: