Nota de Repúdio

A comissão dos aprovados no concurso público de Senhor do Bonfim, vem por desta, repudiar os atos e ações de alguns vereadores da câmara municipal que se fizeram presentes à reunião no ministério público desta cidade no dia 19/09/2017. Os excelentíssimos vereadores Cleiton Vieira Pinto, Edson Ribeiro de Sousa(Deto),Elizeu Conceição de Souza, Carlos Alberto Dias dos Santos( carlos do tijuaçu), Joao Carlos de Castro( mimo), Jorge Souza e silva Filho( Dr Jorginho)e Laercio Muniz Júnior , comprometeram-se na presença dos representantes da comissão dos aprovados e do ilustríssimo promotor de justiça ,em colocar e aprovar o requerimento que tinha como objetivo ,convocar o presidente da comissão, o senhor Gilvan , a prestar mais esclarecimentos sobre os atos de andamento do processo administrativo cujo a portaria é 026/2017,publicada em 2 de maio e que até o presente momento, os únicos atos que saem para esclarecimento para toda população no diário oficial, são as prorrogações , as ações não são expostas e não sabemos de mais detalhes , o requerimento foi reprovado ontem na seção da câmara por nove vereadores, constando apenas a assinatura do vereador Laercio Muniz, que cumpriu com sua palavra, tivemos uma abstenção de voto do excelentíssimo senhor Carlos do Tijuaçu e os demais foram contrários ao requerimento ,faltando com o respeito e com a palavra dada ontem em reunião , a tese levantada para a não aceitação do requerimento não tem fundamentação e nem sustentação teórica alguma , acreditamos que os membros da comissão perderam uma grande oportunidade de mostrar para toda sociedade bonfinense o quão atuantes são os atos e ações da comissão desse processo administrativo presidido pelo senhor Gilvan.
Gostaríamos de aproveitar a oportunidade e trazer a luz dos esclarecimentos que “O Ministério Público (MP) é uma instituição permanente, essencial à função jurisdicional do Estado, incumbindo-lhe a defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses sociais e individuais indisponíveis (art. 127, CF/88)” Isto quer dizer que o Ministério Público de Senhor do Bonfim, está fazendo a função pela qual foi designado e precisa ser respeitado pelo poder executivo e legislativo da nossa cidade , em pleno século XXI ,não podemos aceitar e achar normal ,discursos eivados de autoritarismo , ninguém está acima da lei, e a justiça precisa ser respeitada e cumprida .
Para finalizamos gostaria de informar que o sentimento de todos os concursados e de todos os seus parentes, familiares e amigos, em relação aos vereadores da base aqui citados é de indignação, e buscaremos sempre o caminho da justiça, fazendo valer sempre os nossos direitos bem como o direito de cada cidadão bonfinense.
Assinado: comissão dos aprovados do concurso público