Reunido ontem (07/06), o Tribunal do Júri da Comarca de Jaguarari julgou processo em que a acusada, Marinilza Lima, respondia por Homicídio Duplamente Qualificado (uso de fogo para atingir a vítima e ação de surpresa que​ impossibilitou a defesa da vítima), cuja pena mínima está prevista para cumprimento em 12 anos e a máxima em 30 anos, em regime inicialmente fechado.
Com isso a acusada foi condenada a 6 anos e 4 meses e vai cumprir a pena no regime semiaberto, que lhe permite trabalhar durante o dia e se recolher em albergue prisional à noite.
[8/6 19:17] Dr Josemar Santana: No entanto o Conselho de Sentença rejeitou a tese de acusação e aceitou a tese de defesa, desclassificando o Homicídio Duplamente Qualificado, para admitir a tese de Lesões Corporais seguida de morte.
A vitima, José Augusto, era bastante conhecida na comunidade e o crime ganhou ampla repercussão, quando ocorreu, em 4 de agosto de 2012, gerando a expectativa de que a acusada, esposa da vítima, fosse condenada à pena máxima prevista para homicídios qualificados, ainda mais com duas qualificadoras.
A acusada, Marinilza, depois de uma discussão com a vítima, seu marido, José Augusto, jogou álcool no corpo da vítima e riscou fósforo, ateando-lhe fogo que atingiu, segundo laudo, 80% do corpo.
O Tribunal do Júri de Jaguarari foi presidido pela Juíza da Comarca, Dra Maria Luiza, tendo na acusação o promotor Jair e na Defesa, o Escritório bonfinense SANTANA ADVOCACIA, sob a coordenação do advogado Josemar Santana e sua equipe de auxiliares, Carlos Quadros e Rebeka Terra Nova, assistido pelo advogado Tony Novaes de Campo Formoso, responsável pela instrução processual.
José Augusto ficou sob internação hospitalar, no Hospital Regional de Juazeiro, aproximadamente 30 dias, recebeu alta hospitalar e poucos dias depois, depois de ter feito revisão foi acometido de infecção generalizada(septcemia) que o levou a óbito, poucos dias depois da alta hospitalar.
Para Josemar Santana o resultado do julgamento se deu dentro do planejado pela defesa e se soma às últimas doze atuações vitoriosas consecutivas no Tribunal do Júri, completando 175 atuações durante a sua carreira como criminalista.