Foto Ivan Silva Notícias.

O prefeito de Bonfim, Carlos Brasileiro, ao ser entrevistado no Programa Canal Aberto, da emissora co-irmã, Rádio Caraiba, na última sexta-feira, dia 26, disse que estava contratando pessoal para suprir necessidades da administração Municipal, entre os aprovados no último Concurso Público e que essa decisão conta com a concordância do Ministério Público, através do titular da 5a. Promotoria Pública da Comarca de Senhor do Bonfim, Dr. Rui Sanches.
Ao tomar conhecimento da afirmação  do prefeito Carlos Brasileiro, momentos depois da entrevista, o Promotor Rui Sanches expediu o Ofício número 512/2017, dirigido ao Radialista Cleber Vieira, dizendo que a correspondência tem a finalidade de restabelecer a verdade, porque, ao contrário do que disse o prefeito de Bonfim, a 5a. Promotoria de Justiça não deu qualquer chancela (isto é, qualquer apoio) e muito menos AVAL (ou seja, não deu concordância) à decisão do prefeito a respeito do assunto.
Deixou claro o Promotor Rui Chances que o papel do Ministério Público é fiscalizar a aplicação da lei, censurando, judicialmente(ou seja, na Justiça), os atos administrativos que estiverem em desacordo com as Leis. Confira na íntegra o texto do Ofício enviado ao Radialista Cleber Vieira, no qual o Promotor de Justiça, Dr. Rui Sanches contesta categoricamente o prefeito Carlos Brasileiro: