Uma nova reunião que aconteceu na sede do MP(Ministério Público), na última quinta-feira(09), que contou com a partiçipação de representantes da Fapes, Prefeitura de Senhor do Bonfim, e de um grupo formado por  aprovados  no concurso  público, nível superior, ganhou uma novo caminho.

A Fapes, organizadora do certame, confirma que equívocos aconteceram, e que não são suficientes para anulação do concurso para nível superior. O prefeito Carlos Brasileiro, entende que os erros foram grotescos e que deverá anular o certame, mantendo o resultado dos demais.

O MP tem entendimento de que os erros são sanáveis, e fez algumas recomendações a Fapes e a prefeitura. A ata, assinada pelos presentes na reunião, exemplifica o entendimento de todos, confira: