Ela deu entrada no Hospital Sírio Libanês nesta terça-feira.

A ex-primeira dama Marisa Letícia, esposa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), foi internada nesta terça-feira no Hospital Sírio-Libanês, no centro de São Paulo, com suspeita de acidente vascular cerebral (AVC). De acordo com o hospital, ela se encontra agora na sala de emergências da unidade.

Segundo pessoas próximas ao ex-presidente Lula, Marisa vinha reclamando há um tempo de picos de pressão alta. Por causa disso, ela foi ao hospital para realizar uma bateria de exames. Um desses diagnósticos detectou o princípio de AVC e os médicos decidiram por interná-la. No momento, ela estava consciente e não chegou a ter nenhum tipo de paralisia.

Em março de 2016, quando foram divulgadas as conversas sigilosas entre Lula e a ex-presidente Dilma Rousseff, Marisa também internada às pressas no Hospital Sírio-Libanês. À época, a justificativa foi que ela havia sido infectada pela gripe H1N1, mas foi medicada e liberada.

Lava Jato

Marisa Letícia foi denunciada em duas ações na Operação Lava Jato. Na primeira, em agosto, foi denunciada por corrupção passiva e lavagem de dinheiro por uma reforma, feita pela construtora OAS, em um apartamento que supostamente pertenceria a ela e Lula.

Já a segunda, em dezembro, diz respeito as relações do casal com outra empreiteira, a Odebrecht. A empreiteira de Marcelo Odebrecht teria beneficiado ilicitamente o casal em dois momentos: na compra de um terreno para a construção do Instituto Lula e na aquisição de um segundo apartamento, contíguo a cobertura onde o casal vive, em São Bernardo do Campo (SP).