Carlos2BBrasileiro2B-2B2Bfoto2BRita2BTavares

O ex-deputado Carlos Brasileiro confirmou sua pré-candidatura a prefeito de Senhor do Bonfim. Segundo ele, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) cometeu, mais uma vez, equívoco ao divulgar seu nome na lista de inelegíveis, já que a Promotoria Pública arquivou a resolução do processo de contas de 2008, apontando que não houve qualquer aplicação indevida de recursos ou improbidade administrativa. A decisão do Ministério Público, inclusive, foi acatada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que já havia ratificado a candidatura de Brasileiro tanto em 2010 quanto em 2012 e 2014.

O TCE refere-se à prestação de contas de uma verba de R$ 8.594, aplicada em duas entidades filantrópicas em Senhor do Bonfim. A correta aplicação dos recursos foi devidamente comprovada mediante apresentação de documentação à Promotoria. Com isso, o Ministério Público julgou pelo arquivamento do procedimento (Conforme documentos em anexo).

O parecer expedido pelo referido promotor foi julgado e aprovado pelo Conselho Superior do Ministério Público e acatado pelo Tribunal Regional Eleitoral e também pelo Tribunal Superior Eleitoral na época. Ou seja, o fato já foi analisado pelas duas cortes, que consideraram que não há qualquer impedimento à candidatura de Brasileiro.

“Gostaria de reafirmar a lisura e a seriedade que caracterizam a minha postura de homem público e cidadão. Não sou ficha suja, e é necessário corrigir as informações que indicam esta injustiça”, afirmou Carlos Brasileiro, que continua com as mãos limpas e teve o nome confirmado como pré-candidato a prefeito em 2016.