filadélfia

Vimos a público informar e ainda esclarecer sobre o débito previdenciário do município de Filadélfia junto ao Instituto de Previdência Social do Município de Filadélfia/Ba – Filadélfia Prev.

Através de ofício, a diretoria do Filadélfia Prev informou ao Sisef-Ba, Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Filadélfia Bahia, o montante da dívida da gestão municipal com o Instituto previdenciário no valor de R$ 2.422.356,24 (dois milhões quatrocentos e vinte e dois mil trezentos cinquenta e seis reais e vinte e quatro centavos).

O valor supracitado pode ser discriminado em R$ 2.088.435,46 referentes a parte patronal e segurados, onde a gestão municipal vem se recusando a fazer estes repasses ao instituto previdenciário e R$ 333.922,78 relativos aos atrasos dos parcelamentos já existentes, alguns desses parcelamentos já feitos pela atual gestão.

Preocupada com esta grave situação e com o futuro dos servidores municipais de Filadélfia, a diretoria do Sisef-Ba tem realizado reuniões com todas as categorias do funcionalismo público municipal e entidades representativas do município, a exemplo de Instituto de Previdência e Câmara de Vereadores com o objetivo de adotar medidas para sanar o débito do município com a previdência, que vem crescendo de forma exorbitante a cada dia. O Sisef por duas vezes tentou agendar reunião com o prefeito, porém não obteve êxito em suas tentativas. Vamos aos fatos:

Na primeira solicitação de reunião com o prefeito, agendada para o dia 03 de agosto do corrente ano, após o não comparecimento do prefeito, o secretario de Finanças, Xavier Coelho, fez contato com o mesmo, agendando uma nova data para o dia 13 de agosto do corrente ano.

Na nova data estabelecida pelo prefeito, Antônio Barbosa dos Santos Junior, a diretoria do Sisef, acompanhada do assessor jurídico Dr. Josemar Santana, juntamente com a diretoria e membros dos conselhos do Instituto de previdência e alguns vereadores dirigiram-se até a sede da prefeitura para a realização da reunião solicitada pelo Sindicato. Ocorre que, depois de quase duas horas de espera, além do horário previamenete agendado pelo próprio prefeito, fomos surpreendidos com uma atitude, apesar de costumeira em maus gestores, antidemocrática, que fere os princípios constitucionais, onde o prefeito Barbosa Júnior não permitiu que a diretoria do sindicato juntamente com a diretoria do Instituto de Previdência e os conselheiros adentrassem no seu gabinete, local onde aconteceria a reunião. Dessa forma, sem nenhuma explicação plausível o gestor impôs um limite desnecessário, onde só permitiria a reunião com a participação de duas pessoas de cada entidade (Sindicato e Instituto de Previdência), excluindo os demais membros das entidades de participar da reunião, o que não foi aceito pelas entidades, motivo pelo qual impossibilitou a realização da reunião.

Esclarecemos que a diretoria do Sisef e a diretoria da Filadélfia Prev não têm autonomia para efetivar negociação ou quaisquer encaminhamentos sem a autorização dos Conselhos da Filadélfia Prev que totalizam oito membros e membros da comissão de servidores constituída em assembleia das categorias.

Diante deste lamentável impasse, causado pela atitude humilhante e desrespeitosa do prefeito para com as entidades e também com as pessoas, a diretoria do Sisef-Ba oportunamente, informa a todos os servidores e população em geral que através do Escritório Santana Advocacia, nas pessoas dos advogados Dr. Josemar Santana, Drª. Maraísa Santana e Drª. Maiana Santana, estará tomando as medidas judiciais cabíveis que esta inquietante e imoral situação requer. FIQUEM ATENTOS! PARTICIPEM!

Att.: Diretoria de Comunicação do Sisef-Ba