comarca

A Comarca de Cansanção (BA) divulgou na última sexta-feira  a marca de 1.071 processos baixados nos meses de fevereiro, março e primeiros dias de abril de 2015. O número é resultado do trabalho conjunto desenvolvido nos cartórios cível e criminal. Para se ter uma ideia da dimensão do resultado, no ano de 2014 inteiro foram baixados 186 feitos nas duas unidades judiciais.

A juíza da comarca, Alcina Mariana da Silva Goes Martins, registrou o empenho dos servidores Marcus de Souza Reis e Josene da Silva Rosa de Souza durante as atividades. Ao observar o grande congestionamento no acervo, a juíza determinou a separação por itens, a fim de favorecer a triagem, conforme foi orientado pela Assessoria Especial da Presidência para Assuntos Institucionais.

De acordo com a magistrada, mais de 700 processos foram baixados no cartório criminal. “O número expressivo se deve à organização do escrivão que separa, por caixas, os autos com vista para o Ministério Público, para a apreciação das custas, para as sentenças de mérito. Com isso, a triagem ficou muito mais rápida”, explicou. A partir daí, o escrivão utilizou os modelos de despacho criados pela magistrada, que fazia a revisão e, em seguida, decidia.

A magistrada também decidiu concentrar esforços com a dedicação aos dois cartórios, separadamente. “Numa semana, trabalhamos o cível, e na outra, o criminal”, afirmou.

Em todo o trabalho, a comarca contou com apoio de voluntários, como servidores de outros órgãos públicos e estudantes de direito de municípios da região. Localizada no semiárido baiano, a comarca de Cansanção, tem cerca de 30 mil jurisdicionados e dispõe de duas varas, crime e cível.

 

Fonte: TJBA (Foto Ilustrativa)