jorgingo

O problema  que envolve o Hospital Regional de Senhor do Bonfim, que continua com a intervenção municipal, parece não interessar alguns vereadores que simplesmente não compareceram à Câmara Municipal na última segunda(06), para debater o assunto em uma audiência pública agendada pelo presidente da casa.

Estiveram presentes apenas Laércio Muniz, Lúcia Cerqueira, Gilberto Pires, Ivan Barbosa, João Carlos Bernardes, Mário Jambeiro e Gerivaldo Sampaio.

Por falta do número suficiente de vereadores, o evento foi remarcado para acontecer  nesta quinta-feira(09), às 19:30hs, na sede do legislativo bonfinense. O pior é que a maioria dos faltosos sequer apresentou  justificativas. Segundo informações e notícias veiculadas em alguns programas de rádio na cidade, um dos faltosos teria justificado sua ausência informando que precisaria realizar um tratamento médico em Petrolina-PE.

O detalhe é que o vereador que supostamente teria apresentado tal justificativa, teria se ausentado do debate envolvendo a intervenção municipal no HR, para participar no mesmo dia e horário da audiência pública(06),  de uma festa em homenagem ao seu aniversário comemorado por amigos em uma fazenda nas proximidades do povoado de Passagem velha.

Trata-se do Vereador Jorge Souza Silva, o Dr Jorginho como é popularmente conhecido. Logo o dito vereador, que vez ou outra na Câmara, faz duras críticas ao governo municipal em relação a situação do Hospital Regional. O Edil, simplesmente deixou de discutir um tema de alta relevância para literalmente cair na ”Festa”, não dando a mínima importância para o assunto.

O vereador completou idade nova, no último dia 4 deste mês. Jorge teria faltado com a verdade, alegando que não participaria da audiência devido a um tratamento médico que faria. O ato praticado pelo vereador é considerado por alguns como uma atitude incompatível com o decoro parlamentar. Quais as medidas que serão tomadas pela mesa da Câmara diante dessa atitude do ”representante do povo”.

jorge

Foto registrada na última segunda(06), no mesmo horário em que seria realizada uma audiência pública na Câmara de Vereadores.

Com a palavra o vereador.