op extra

A Superintendência de Polícia Rodoviária Federal na Bahia finalizou à meia noite de ontem (06/04), a Operação Semana Santa 2015. Desenvolvida com ações educativas, concomitantemente às ações tradicionais de fiscalização de trânsito, a PRF na Bahia desenvolveu suas ações consideração análises de dados estatísticos desse feriado prolongado, com foco no comportamento dos motoristas e nas características dos acidentes considerados graves, ou seja, acidentes fatais ou com vítimas feridas gravemente.
Mesmo com todo o trabalho educativo, a PRF ainda flagrou e autuou diversos condutores irresponsáveis ou agindo com imprudência nas rodovias federais do estado. Do total de 12.476 veículos fiscalizados, 14.354 pessoas foram abordadas, sendo extraídas 4.010 autuações, destacando-se 896 por ultrapassagens proibidas, além de um total de 5.319 imagens de radar capturadas por veículos flagrados transitando acima da velocidade permitida. O alto índice de registros de velocidade excessiva demonstra a urgente necessidade de mudança comportamental por parte dos motoristas. Com o objetivo de sensibilizar motoristas e passageiros de seus papéis na construção de um trânsito mais seguro, a PRF também promoveu, além do policiamento ostensivo, ações educativas nas rodovias federais durante todos os dias da operação.
Dentre as ações educativas destaca-se o Cinema Rodoviário que desenvolveu ações nas rodovias federais, através de vídeos educativos e palestras, orientando 2.642 pessoas a terem uma postura defensiva em relação ao trânsito, principalmente quanto à direção segura, na fiscalização de excesso de velocidade, alcoolemia ao volante, ultrapassagens proibidas e envolvendo motocicletas e/ou ciclomotores.
PRF X Embriaguez no Trânsito – Lei Seca: A PRF intensificou a fiscalização quanto ao uso de bebida alcoólica na direção de veículos automotores. Apesar de todo este trabalho e das campanhas realizadas, alguns condutores ainda abusaram da bebida. Este ano, durante a operação Semana Santa, dos 4.864 testes com etilômetro, 37 condutores foram notificados por dirigirem alcoolizados, infração gravíssima, com multa de R$ 1.915,40. Dos flagrados, 16 condutores foram encaminhados à Delegacia de Polícia Judiciária por crime de embriaguez no trânsito (artigos 165 e 306 do CTB, além da lei 11.705/2008 e Lei 12.760/2012).
A Operação transcorreu com reforço de policiais, helicóptero e viaturas táticas, além de diversas equipes de operações especiais em motopoliciamento e fiscalização que desenvolveram ações de fiscalização e evitaram ações de criminosos em todo o estado. Somente nesses cinco dias de operação, durante as abordagens policiais, a PRF encaminhou às respectivas delegacias de polícia judiciária, 35 pessoas, por crimes que variaram desde mandado de prisão em aberto, posse de veículos roubados, embriaguez, armas, drogas etc. As principais ocorrências flagradas pela PRF em todo o estado, poderão ser acompanhadas na página da PRF na Bahia (www.facebook.com/BahiaPRF191).
A imprudência, a inabilidade, a falta de cuidado e o desrespeito às Leis de Trânsito dos condutores foram determinantes para a maioria dos acidentes graves.
Segue abaixo tabela que apresenta os números absolutos e relativos à frota para acidentes, acidentes graves, feridos e mortos nas rodovias federais da Bahia. Os indicadores relativos utilizados pela PRF levam em consideração, além dos números absolutos de acidentes graves, feridos graves e mortos, a evolução da frota veicular nacional, que já ultrapassa a casa dos 88 milhões de veículos, conforme fórmula a seguir.
Fonte: DENATRAN- Frota considerada – abril 2014: 83.248.654 milhões. abril/2015 (estimada): 88.270.381 milhões.
Período considerado: 17 a 21 de abril de 2014 e 02 a 06 de abril de 2015.

Tabela comparativa de acidentes Semana Santa 2014/2015
(números relativos à frota)

Ano 2014 2015 Variação (%)
Acidentes 1,96 1,65 – 15,52
Acidentes graves 0,26 0,14 – 48,56
Feridos 1,39 1,03 – 26,01
Mortos 0,18 0,19 6,88

Em uma análise dos acidentes mais graves, durante a Operação Semana Santa 2015, observa-se que apenas três dos acidentes, corresponderam a quase 50% das mortes na Bahia, e ainda, que ocorreram em pontos isolados do estado, sem muito tráfego, sendo cinco acidentes por colisão frontal, dois por capotamento e um por atropelo a pedestre. Ressalta-se que estes tipos de acidentes, são comumente atribuídos ao excesso de velocidade e/ou a ultrapassagens.
47,05% das mortes em 3 rodovias
BR – 020 03 1 colisão frontal com 3 mortes
BR – 110 03 2 mortos em 1 capotamento e 1 morte por atropelo
BR – 242 02 1 colisão frontal com 2 mortes

Análise por tipo de acidente
colisão frontal 11
capotamento 1
colisão com bicicleta 2
atropelo a pedestre 1
colisão transversal 1
colisão traseira 1

Em outra análise, se comparado com 2014, considerando-se o planejamento da operação Semana Santa 2015, para o direcionamento do trabalho das equipes nas rodovias, houve redução em número de acidentes com mortes nas principais rodovias do estado. A BR 116, por exemplo, um dos três principais corredores viários do estado, não ocorreu nenhum acidente com morte nesta operação. Para a BR 101, houve redução de 40% e para a BR 324 a redução em quantidade de acidentes com mortes foi de 25%.

Principais BRs por quantidade de acidentes
BR – 101 03 -40%
BR 324 03 -25%
BR 116 00 -100%

Durante a Operação Semana Santa 2015, foram registrados, em números absolutos, 146 acidentes, 12 acidentes graves, 91 feridos, 17 mortos. O que representa uma redução de 9,32% na quantidade de acidentes, diminuição de 22,23% em quantidade de feridos, queda de 17,55 em acidentes com feridos e aumento de 13,33% em vítimas fatais nas rodovias federais que cortam a Bahia, conforme tabela abaixo:
Tabela comparativa de acidentes Semana Santa 2014/2015
(números absolutos)

Ano 2014 2015 Variação (%)
Acidentes 163 146 – 10,43
Acidentes graves 22 12 – 45,45
Feridos 116 91 – 21,55
Mortos 15 17 + 13,33
Salvador, 07 de abril de 2015

Mércia Oliveira Chefe do Núcleo de Comunicação Social Original assinado e arquivado nesta 10ª SRPRF/BA