Bomv

 -Acusado de ser o autor intelectual e executor do atentado realizado com uma bomba de fabricação caseira no restaurante CUSCUZ.COM RECHEIO, em agosto de 2013, Anderson de Oliveira Lopes, está em liberdade condicional desde o dia 9 deste mês.
Em contato com uma representante do judiciário, nos foi confirmado esta informação, e também que Anderson foi liberado por excesso prazal, ou seja, expirou-se o tempo para que fosse realizado o julgamento e instrução do crime ao qual lhe é imputado. Porisso Anderson, que entre outras coisas é acusado de dupla tentativa de homicídio contra as irmãs Tífany e Camila Aquino, poderá aguardar o julgamento em liberdade, respeitando é claro as determinações judiciais impostas para sua liberação. A confirmação também foi feita pelo delegado titular de Jacobina e pelo coordenador da 16ª COORPIN.
A soltura de Anderson tem mexido com a opinião pública no município, a saber pelas dezenas de ligações de leitores Bahia Acontece feitas à nossa redação, procurando saber por quais motivos Anderson, acusado de ser o autor do crime de maior repercussão no estado no ano de 2013, foi solto.

Resta saber os motivos pelo qual não foi observado o tempo previsto para realização do julgamento de Anderson, mas é público e notório a deficiência de material humano do MP e do Cartório da comarca de Jacobina, que certamente deve ter influenciado no caducamento do prazo para realização do Juri. Enquanto isso, as irmãs Tífany e Camila Aquino continuam a luta para se recuperarem das sequelas deixadas pelas queimaduras que sofreram devido ao atentado.
Fonte: Bahia Acontece

Augusto Urgente