Um morador da localidade entrou em contato com a equipe do Jornal Folha Regional e com o repórter Sione Santos da rádio Paiaiá, para averiguar uma denúncia de crime ambiental. Ao chegar a localidade constatamos a morte de mais de 50 urubus, carcarás, além de cerca de 10 cachorros, todos por envenenamento, após comer uma carne contaminada que foi deixada próximo a um reservatório de água.

Moradores do local disseram que a suspeita é que a carne tenha sido contaminada com um veneno utilizado na plantação de tomates, conhecido como Tomaron, pois o efeito devastador é típico do veneno. A carne foi deixada no domingo, 20, e até está terça-feira, 22, ainda havia animais morrendo pelo efeito do veneno.

Os indícios é que fazendeiros da região conhecida como Fazenda Várzea da Porta, próximo ao distrito de Itatiaia, município de São José do Jacuípe, teriam colocado o veneno para matar cachorros que estariam atacando suas ovelhas, mas, a forma indiscriminada causou um desastre ambiental, vários animais da fauna estão morrendo, pois, se um animal beber da água em que outro foi contaminado bebeu, já é o suficiente para matá-lo.

O jornal Folha Regional já havia alertado sobre o problema de cães atacando animais, o problema é que nada foi feito nem pelos criadores, nem pelas autoridades competentes, o que está acontecendo na região é a justiça pelas próprias mãos, que traz o efeito da forma mais cruel contra os animais que seguem apenas um instinto.

É preciso que haja punição, tanto para os donos dos cães que os deixam soltos e acabam atacando os rebanhos desses agricultores, quanto para quem revida envenenando de forma cruel esses bichos, afetando não só aos cachorros, mas, também a fauna da região, já bastante degradada pela seca.Texto e fotos: FR Notícias