Deputado diz que, no mínimo, a “atitude do juiz é suspeita”

O deputado Elmar Nascimento (PR) disse que não ficou surpreso com as declarações do Conselho Nacional de Justiça, ministro Francisco Falcão, dando conta de que a Bahia “tem a pior Justiça do país e a mais corrupta” e citou no plenário da Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira, 9, que o juiz substituto do TRE, Vanderley Gomes, “no mínimo tem uma atitude suspeita de pedir vistas por prazo indeterminado, desde o último dia 8 de janeiro, para julgar uma ação de Investigação Judicial Eleitoral em Campo Formoso”.


Segundo Elmar, o fato foi tão notório que o prefeito eleito e seu adversário, deputado Adolfo Menezes, acusado de abuso de poder econômico e uso indevido de propaganda numa emissora de rádio usando verba indenizatória da Assembleia, sequer tomou posse e passou o cargo para o vice. Até aí, diz Elmar, menos mal, até que fosse julgada a ação.

“Acontece que o vice está no cargo até hoje porque o juiz substituto de Maurício Kertésman, Vanderley Gomes, por pressões politicas, não dá andamento no processo” sentenciou Elmar dizendo que vai pedir uma audiência ao presidente do CNJ, Francisco Falcão,  e também levar o caso para a Mesa da Presidência do TJ/BA e ao presidente da OAB/BA, Luiz Viana.

Temos informações de que este juiz (Vanderley Gomes) é também advogado e representante da OAB, daí que a Ordem tem que se posicionar, “ela que tanto critica a morosidade da Justiça”.

Elmar diz que não vai entrar no mérito da questão, se vai haver uma nova eleição no município ou não, “porque esta é uma decisão do TRE. Agora, o que não pode é ficar nessa indecisão com um vice no cargo que não foi votado e participou da chapa acusada de abuso de poder econômico”, concluiu.
Fonte: Bahia Já