meio_Ambiente_usinameio_Ambiente_usina2

Na tarde da última quarta feira (6), reuniram-se na Prefeitura de Senhor do Bonfim, representantes do governo municipal (a saber, o secretário de Meio ambiente e Controle Urbano, Antônio Augusto, o conselheiro do Meio Ambiente e Empresário Aparício Pelegrine, acompanhados de assessores e diretores da secretaria do Meio Ambiente e do Patrimônio), o Secretário Executivo do Consórcio Piemonte, José Gonçalves, bem como representantes da FDSP – Fundação Desenvolvimento Setor Público, entidade sem fins lucrativos que viabiliza soluções para destinação de resíduos sólidos.

Naquela ocasião foi discutida a possibilidade de implantação de uma usina de tratamento, com capacidade para processar o lixo produzido em toda a microrregião de Senhor do Bonfim, acabando com o problema do descarte destes materiais no município.

O destino dado ao lixo produzido pela população costuma ser uma área natural e a céu aberto, o que ocasiona, além do impacto ambiental, grandes males à saúde dos moradores que vivem nas cercanias desses locais, dentre outras razões, em decorrência do desenvolvimento desordenado da cidade.

Uma usina, como a que se discute a implantação, teria meios para processar mais de 100 toneladas de lixo por dia, resultando na redução dos impactos ambientais e proporcionando benefícios para a região, seja através da produção adubo orgânico e energia ou ainda no aspecto social, na figura das parcerias, necessárias, firmadas com as cooperativas de catadores.

Na reunião decidiu-se que um novo encontro será agendado para a primeira semana de março, e, além da presença de todos os prefeitos que formam a região de Senhor do Bonfim, contará também com a intermediação do consórcio do Piemonte, uma vez que a usina abrangeria a demanda de todos os municípios circunvizinhos à cidade.