dengue

Iniciando o ano com uma atenção especial para a questão da dengue, na próxima semana, de 7 a 11/01/2013, as equipes técnicas da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia – SESAB, da Fundação Luís Eduardo Magalhães  FLEM E DA Secretaria Municipal da Saúde estarão realizando atividades previstas no Projeto de Mobilização Social para a Prevenção e o Controle da Dengue.

Dentre as atividades, estão previstas as realizações de reuniões com os gestores da saúde, visitas diagnósticas aos bairros envolvidos no Projeto, fidelização e prospecção de parceiros e a Oficina de Capacitação dos Articuladores.

O projeto, iniciado em julho de 2010, já contabiliza 212 ações na cidade e prevê a construção de uma rede de mobilização social envolvendo municípios baianos, selecionados entre os que apresentam maiores índices de infestação e letalidade por dengue.

Trata-se de uma abordagem intersetorial, que articula instâncias governamentais (governo estadual e governos municipais, com diferentes órgãos e secretarias), parceiros da sociedade civil (empresas, igrejas, escolas e outras instituições), além de moradores das comunidades selecionadas, que se engajam no projeto como voluntários.

Em cada município, a mobilização social é organizada por coordenadores vinculados à Secretaria Municipal da Saúde. Eles selecionam dez bairros, entre os que apresentam índices elevados de infestação e casos da doença. Em cada bairro, os coordenadores identificam, no mínimo, cinco articuladores, voluntários com liderança e capacidade de comunicação para promover a mobilização em suas comunidades. Como são cinco articuladores por bairro e dez bairros por município.

O objetivo é superar as dificuldades e limitações das ações isoladas e episódicas contra a dengue, formando uma rede coesa, dinâmica, dotada de capilaridade e sustentabilidade para promover a incorporação das ações de prevenção e controle na rotina dos cidadãos, mesmo fora dos períodos epidêmicos, quando tradicionalmente se concentram as campanhas.

23 MUNICIPIOS PARTICIPANTES

Além de Senhor do Bonfim, mais outros 22 municípios integram o Projeto e estão desenvolvendo ações de prevenção junto às comunidades: Bom Jesus da Lapa, Eunápolis, Feira de Santana, Ilhéus, Irecê, Itabuna, Jequié, Porto Seguro, Salvador, Guanambi, Teixeira de Freitas, Alagoinhas, Camaçari, Conceição do Coité, Itaberaba, Jacobina, Lauro de Freitas, Paulo Afonso, Serrinha, Simões Filho, Valença e Vitória da Conquista.