Victor Albuquerque e agências
victor.silva@redebahia.com.br

O governo federal anunciou ontem o último pacote de medidas econômicas do ano, desta vez voltado para o setor aeroportuário. O plano prevê investimentos de R$ 7,3 bilhões em 270 aeroportos regionais, dos quais 17 serão construídos em 2013. A Bahia receberá R$ 548 milhões deste montante para melhorar a infraestrutura em 20 terminais.

A região Nordeste será a maior beneficiada. O governo prevê investir R$ 2,1 bilhões em 64 pequenos e médios aeroportos da região. A Bahia receberá a maior fatia. O CORREIO tentou ouvir a Secretaria de Infraestrutura do Estado e a Infraero para detalhar o que será feito em cada aeroporto do estado, mas ninguém foi encontrado para falar sobre o assunto.

Na região Norte, onde muitos municípios têm na aviação o único meio de ligação com as capitais, serão investidos R$ 1,7 bilhão e 67 aeroportos serão beneficiados. No Centro-Oeste, R$ 900 milhões devem ser aplicados em 31 aeroportos.

Já na região Sudeste, o governo prevê gastar R$ 1,6 bilhão em 65 aeroportos regionais, sendo 33 deles em Minas Gerais e 19 em São Paulo. No Sul, 43 aeroportos serão beneficiados com R$ 1 bilhão em investimentos.

Durante o evento, a presidente Dilma Rousseff assinou também o decreto que autoriza a exploração comercial de aeroportos privados – hoje, só os públicos podem cobrar tarifa para receber voos. Esses aeroportos privados, porém, só poderão receber voos de aviação geral, ou seja, basicamente jatos executivos.