Reunidos em assembléia que aconteceu na noite de ontem(18), cerca de 100 funcionários  decidiram paralisar as atividades por tempo indeterminado no Hospital Dom Antônio Monteiro. Os servidores cobram seus direitos trabalhsitas que não estão sendo negados pela direção daquela Casa de Saúde.

Ontem(18), foi feita uma paralisação apenas de advertência, e aprtir de hoje(19), os serviços serão realizados apenas com um pequena participação de funcionários.

O sindicato, chegou a pleitear que o MP determinasse  o bloqueio nas contas do Hospital Regional. Para o prefeito Paulo Machado, a solução é novamente parcelar o décimo terceiro salário. Machado sugeriu que o presidente da Câmara de Vereadores, Biro-Biro(PV),  remetesse ao Hospital as sobras financeiras do legislativo, e que não fossem adiquiridos  veículos novos.