Prefeito eleito de Uauá desconhece ação divulgada por chapa derrotada e promete recorrer á justiça

A Coligação Juntos Somos Mais Fortes, do Prefeito Eleito de Uauá Olimpio Cardoso Filho (PDT) vem através desta esclarecer acerca de nota postada de representação movida pela coligação adversária, derrotada no pleito eleitoral do dia 07 de outubro.

1 – Desconhecemos oficialmente a existência da ação, apesar de notícia de que os advogados, em desacordo com o código de ética da OAB, estão divulgando parte da inicial em alguns sites. (Art. 33. O advogado deve abster-se de: II – debater, em qualquer veículo de divulgação, causa sob seu patrocínio ou patrocínio de colega V – insinuar-se para reportagens e declarações públicas. Código Ética OAB).

Contudo, não se pode deixar de dizer em 06/11/2012 a polícia realizou abordou e conduziu à delegacia dois indivíduos, com extensa ficha corrida, que estavam com veículo plotado com propaganda de Olímpio e colhendo declarações, aliciando financeiramente cidadãos, falando ao povo que trabalhavam para a campanha de Olímpio e que as declarações eram para colocar na prestação de contas. Em depoimento na delegacia de Euclides da cunha, os indivíduos declaram que estavam trabalhando para o PT (partido do candidato derrotado). Quando da Abordagem disseram que estavam colhendo as declarações a mando do prefeito cassado e dos advogados (não declinou o nome) para intentar ação judicial contra Olímpio. Em tese, praticaram os delitos do art. 298 e 299 do CP.

Portanto, desconhecemos o conteúdo da referida ação, mas, já se tem uma certeza, trata-se de prova plantada, criada, fabricadas, como já apurado em inquérito. Temos consciência que não praticamos qualquer conduta em desacordo com a lei e pautamos nossa campanha, na humildade, sinceridade e apresentação de proposta concreta.

2 – Quem tem comprovadamente a fama de fraude eleitoral é o Prefeito atual de diploma cassado que apoiou com unhas e dentes o candidato derrotado do PT, e que permanece no poder graças a inoperância do TSE, já que este foi cassado por unanimidade pelo TRE em 26 de setembro de 2011 por abuso de poder econômico.

QUEM NÃO DEVE NÃO TEME, Confiamos na justiça e os injustos, que nos atacam de forma leviana, serão castigados na severidade da lei.

Uauá 21 de novembro de 2012

Olimpio Cardoso Filho