Dois coordenadores do Projeto Rondon, Marcos Perone e José da Paz, estiveram em Jaguarari na primeira semana de novembro. Durante a vista, eles se reuniram com o Prefeito Antônio Nascimento, secretários de governo e seus assessores para discutir um plano de cooperação para a execução de políticas públicas voltadas para áreas consideradas prioritárias pela gestão municipal.

Na busca dos focos de atuação, os coordenadores do Projeto Rondon discutiram com a equipe do governo municipal problemas e soluções, além de potencialidades de Jaguarari.

Como meta inicial, ficou acertada a cooperação para a elaboração do Plano Diretor do Município, Plano de Desenvolvimento Urbano e captação de recursos. Para tanto, serão realizadas oficinas temáticas no período de 11 dias em Jaguarari, no mês de dezembro.

Pautadas em dois conjuntos (A e B), as oficinas desenvolverão suas atividades.

  • Conjunto A= Educação, Saúde, Cultura, Direitos Humanos e Justiça.
  • Conjunto B= Gestão Pública, Trabalho, Comunicação e Meio Ambiente.

Após o trabalho será elaborado um relatório, o qual será encaminhado ao Ministério da Defesa, para que esse possa desenvolver um trabalho especifico para Jaguarari.

O que é o Projeto Rondon?

O Projeto Rondon, coordenado pelo Ministério da Defesa, é um projeto de integração social que envolve a participação voluntária de estudantes universitários na busca de soluções que contribuam para o desenvolvimento sustentável de comunidades carentes e ampliem o bem-estar da população.

O Projeto Rondon é realizado em parceria com diversos Ministérios e tem o apoio das Forças Armadas, que proporcionam o suporte logístico e a segurança para execução do projeto. E conta, ainda, com a colaboração dos governos estaduais, das prefeituras municipais e de empresas socialmente responsáveis.

As ações do projeto são orientadas pelo Comitê de Orientação e Supervisão do Projeto Rondon

Objetivos do Projeto

· Contribuir para a formação do universitário como cidadão.

· Integrar o universitário ao processo de desenvolvimento nacional, por meio de ações participativas sobre a realidade do País.

· Consolidar no universitário brasileiro o sentido de responsabilidade social, coletiva, em prol da cidadania, do desenvolvimento e da defesa dos interesses nacionais.

· Estimular no universitário a produção de projetos coletivos locais, em parceria com as comunidades assistidas.

Compartilhe isso