INTERVENÇÃO NO HOSPITAL
Prezados Senhores:
A propósito da não votação, pela Câmara Legislativa, da nova Lei que preconiza pela continuação da Intervenção no Hospital, temos a informar:
01 – Procuramos a Procuradoria do Município para uma medida judicial que desse a tutela ( continuidade ) da administração no dia 01.10.2012.
02 – A Procuradoria e o Prefeito tentaram um acordo com a Câmara para a votação do projeto de Lei.
03 – No dia 02 recebemos um preposto do IBAPS e rechaçamos a entrega do hospital por entendermos que o documento estava incompleto.
04 – Procuramos o Ministério Público no dia 03, solicitando interferencia no caso, informando-o sobre a atual situação do hospital que se encontra acéfalo e solicitando medidas urgentes para  o dirimento dos problemas.
05 – Enfatizamos que o IBAPS foi constituído como mera mantenedora do hospital, conforme artigo 01 do seu estatuto inicial e, hoje, com novo estatuto, tem incorporado todo o hospital ao seu patrimônio.
06 – Todos os documentos comprobatórios foram anexados à petição ao MP.
Ficamos na espera dos acontecimentos.
Humberto Santiago
Foto Neto Maravilha