FIGURAÇÃO E APOSENTADORIA

A noite de 13 de agosto de 2012 será inesquecível. Toda a população Bonfinense está estarrecida, nunca se ouviu e viu tantos fogos e carros, muitos destes de cidades circunvizinhas, inclusive da capital baiana. Para alguns que acompanham o PT foi uma prova inconteste do candidato, daqui concorcada-se num ponto, efetivamente foi uma prova inconteste do extremo a que chega um candidato que se sente perdido durante uma eleição, em que de tudo é capaz, da verbalgia estridente ao complexo do extremo poder. É certo, ele colocou nas ruas da cidade uma quantidade imensa de carros, alguns foram por prazer e crença no candidato, outros tiveram as placas dos veiculos seus anotadas, não me perguntem o por que.
Saindo do circo das corridas ou apresentações de carros, pergunta-se qual o discurso do candidato? No segundo ato da peça teatral ve-se pessoas com ferramentas e dormentes trazidas do Quiçé, dizem para consertar o velho trem da grota para ser usado nos festejos juninos. Pobre candidato, pobre discurso que não acrescenta nada a vida da população, pobre população que esperava muito mais de seu deputado eleito, pobre eleitor que já não confia mais no político Carlos Brasileiro.
Espera-se do PT tudo, afinal  o Brasil já passou por tudo que um partido pode fazer dentro de uma nação, exceto a perda da liberdde individual e a de impresa. Isto fala-se a nivivel nacional, de um Presidente que manchou as varias figuras da esquerda brasileira que o acompanhavam, quando ainda acreditava-se na existencia filosófica desta dualidade política, até chegar a um simples Prefeito que satisfaz o seu ego sob a égide da serviencia. O apreço aos seus camaradas é feito na base do chicote, do vale tudo, do campadrio e da negociação de cargos seja na Prefeitura, seja na Secretaria da Pobreza por onde passou com festa de ricos.
Saindo do desatino político vai-se a descompostura política de outro candidato, este digno do respeito aos idosos com todos os preceitos legais que a legislação lhe permite, inclusive o de ceder o lugar no onibus ou respeitar a sua vaga no estacionamento. Nos dias de hoje já não basta o querer, é necessário primordialmente o saber, saber este que induz uma pessoa inteligente a fazer um doutorado ou qualquer reciclagem educacional e social, atualmente necessário  para uma boa gestão.
Educação, Saúde, Habitação etc. São áreas onde prevalece a boa leitura de portarias, resoluções e outros instrumentos juridicos/administrativos. Os bons projetos são aqueles que melhor se situam dentro dos processos administrativos e com os reflexos juridicos naturais. Neste quesito o “velho” já não tem mais o ímpeto e a galharadia de outros tempos, busque-se hoje, o restrospecto da sua vida pública e não se verá nenhum projeto de enfase social quando da sua passagem legislativa e, da mesma forma, nada que se some a uma boa administração na esfera executiva quando da gestão do saudoso Prefeito José Leite, de quem fora secretario. Alias, diga-se aqui, que o saudoso Prefeito morreu desencantado pela política, relegado ao desconhecimento e com graves processos junto ao Tribunal de Contas do Município.
Sirva-se este momento para chamar a atenção do nosso candidato “velho”, para que observe o passado e não seja envolvido pela periculosidade ou insalubridade ao seu redor. Um partido que fecha com outro uma junção de forças políticas às 21 horas de uma sexta-feira pré-convenção partidaria e, às 22 horas do mesmo dia engaja-se com outro não merece o mínimo de respeito ou potencial honestidade. Da mesma forma, um vereador que sujeita-se a participar deste lamação não merece o voto dos antigos eleitores. Valer-se de uma possível satisfação monetaria para dar apoio ao candidato “velho” é preconizar a ingratidão futura, é ladear a vida esperando a morte.
Por quanto e por tudo acima escrito é que a chapa CONSTRUIMOS JUNTOS, vem a público para abrir os olhos da população e de forma HONESTA, proclamar o seu chamamento político numa perseverança de mais tempo para melhores seviços. Se com dois anos de liberdade política desvinculada das garras do PT, soube conquistar varios projetos revolucionando a habitação em Senhor do Bonfim,  com mais 4 anos de construção conjunta Bonfim estará liberta  da falsa política, onde a farsa  é a mola mestra das ações do “novo” embora desgastado e do “velho” , já merecedor  das regalias da aposentadoria.
Comitê Construimos Juntos