Entre janeiro e março deste ano, a Central de Atendimento à Mulher (telefone 180) registrou 264,03 ligações para cada grupo de cem mil pessoas na Bahia. O índice põe o Estado em quinto lugar em número de casos de violência contra mulheres denunciados, atrás do Distrito Federal (303,14), Espírito Santo (275,15), Pará (270,54) e Mato Grosso do Sul (264,74).
A Bahia também ocupa a oitava posição em homicídios contra mulheres. São 5,6 assassinatos para cada 100 mil mulheres, quando a média nacional é de 4,4 assassinatos. O Estado mais violento é Espírito Santo (9,4), seguido de Alagoas (8,3).
Os últimos dados são do Mapa da Violência 2012, desenvolvido pelo Instituto Sangari e pelo Ministério da Justiça, que ainda aponta Salvador como a 16ª capital em homicídios contra mulheres e Porto Seguro a terceira entre cidades brasileiras com mais de 26 mil habitantes, com 22,1 assassinatos.
Sobre os mesmos parâmetros, as estatísticas ainda apontam que, das 47 cidades mais violentas do País, 11 estão na Bahia: além de Porto Seguro, Teixeira de Freitas, Lauro de Freitas, Eunápolis, Simões Filho, Santo Amaro, Ilhéus, Valença, Itabuna, Itamaraju e Jacobina.

(A Tarde)