A falta de pulso e articulação de Jonas Paulo, presidente do PT na Bahia, agravou as brigas internas, e ocasionou a divisão do partido em diversas cidades baianas. Em nossa região, podemos citar três municípios: Juazeiro, Senhor do Bonfim e Cansanção.

Juazeiro – A direção estadual do PT firmou um compromisso com o apoio a reeleição de Isaac(PCdoB), porém não conseguiu convencer a maioria dos membros do diretório municipal que mesmo sob ameaça de intervenção, acabaram lançando o ex-prefeito Joseph Bandeira(PT) como candidato.

Senhor do Bonfim – No dia 10 de Junho 75% dos membros do diretório do PT de Bonfim resolveram lançar Maria Gorete como pré-candidata a prefeita pelo Partido dos Trabalhadores, porém a direção estadual prometeu ao deputado Carlos Brasileiro que a vaga de prefeito seria dele. Resultado: Maria Gorete não recuou e houve duas convenções, uma homologou a chapa com Carlos Brasileiro prefeito e Gustavo Miranda vice e a outra confirmou Maria Gorete prefeita e Antônio Cerqueira vice.

Cansanção – Talvez fosse o município com a situação mais simples de se resolver, porém mais uma vez a falta de articulação da direção estadual causou danos irreparáveis ao partido. Entenda a situação: No final de março o presidente municipal do partido marcou uma reunião tática para decidir se o PT teria candidatura própria ou apoiaria outro candidato, cerca de 15 membros aprovaram a candidatura própria do partido e mais de 60 membros que defendiam o apoio ao atual prefeito foram impedidos de votar por não saberem que para participar da votação teriam que ter pago a taxa de contribuição do partido.

O Correto seria a direção estadual ter intermediado outra reunião, o que acabou não acontecendo, Jonas Paulo veio a Cansanção e orientou o partido a apoiar o atual prefeito, porém não deixou nada confirmado por escrito. Resultado: Houve duas convenções, o presidente do partido Leonardo e cerca de 30% dos membros marcaram uma convenção para sexta-feira, 29 de junho que homologou a candidatura do jovem Rodrigo da Humana como candidato a prefeito pelo PT e os outros 70% dos membros sob orientação de Jonas Paulo marcaram outra convenção para o sábado(30) confirmando o apoio do PT ao PSD.