Uma adutora com 27 mil metros de tubulação  uniu os sistemas de abastecimento de água de Jaguarari e de Senhor do  Bonfim, no norte da Bahia. A obra, realizada de forma emergencial,  minimiza os efeitos da seca na cidade de Jaguarari, que sofre com um  rígido racionamento de água desde novembro do ano passado. A  interligação dos sistemas foi concluída e inaugurada nesta quinta-feira  (14) pelo governador Jaques Wagner.

Com a intervenção, realizada  pela Embasa, os 13 mil habitantes da sede do município de Jaguarari  passam a contar com cerca de 18 litros por segundo para o abastecimento.  Antes da obra, a água era distribuída por carros-pipa com intervalos  que chegavam a dez dias. De acordo com Wagner, essa ainda não é a obra  definitiva, mas vai ajudar a reduzir os efeitos da seca.

“Foi uma  obra de R$ 5 milhões que não estava prevista para ser feita agora, mas  devido à situação de dificuldade de abastecimento causada pela seca, nós  antecipamos. A obra definitiva será quando concluirmos a segunda etapa  do sistema de Ponto Novo, trazendo água da barragem para toda a região”.

Além  da ampliação da oferta na sede do município, o governo do Estado, por  meio da Companhia de Engenharia Ambiental e Recursos Hícricos da Bahia  (Cerb), empresa da Secretaria do Meio Ambiente (Sema), construiu  sistemas simplificados de abastecimento de água em 10 localidades da  zona rural da cidade, beneficiando 2.525 moradores.

Foram  perfurados dois poços tubulares no distrito Catuni da Grota,  beneficiando os distritos de Diogo, Antas I, Antas II, Lagoa do Mateus,  Massaoê, Boca da Mata e Saco. Em Conceição, Morro Branco e Fazendinha, a  Cerb implantou 5.616 metros de adutora e construiu um reservatório  elevado.

Praça e calçamento

Durante a  inauguração das obras que minimizam os efeitos da seca, o governador  anunciou outras intervenções no município de Jaguarari. Por meio de  convênio firmado entre a prefeitura da cidade e a Companhia de  Desenvolvimento Urbano da Bahia (Conder), vão ser pavimentados os  povoados de Olhos D’Água e Gameleira e construída uma praça na sede do  município.